8 de mar de 2012

The Front Line (filme, 2011)


País: Coréia do Sul
Gênero: guerra, ação, drama, épico

Duração: 133 min.

Direção: Jang Hoon
Roteiro: Park Sang-yeon
Produção: Lee Woo-jung, Jung Won-chan


Elenco

Ko Soo (como Kim Soo-Hyuk)
Sin Ha-gyoon (como Kang Eun-Pyo)
Kim Ok-bin (como Cha Tae-Kyung)
Ryoo Seung-yong (Hyun Jeong-Yoon)
Lee Je-hoon (Shin Il-Young)
Ko Chang-seok (Yang Hyo-Sam)
Ryoo Seung-soo (Oh Ki-Young)
Lee Da-wit (Nam Sung-Sik)

Resumo

Perto do final da Guerra da Coréia (1951), um cessar-fogo é ordenado, mas na fronteira leste das colinas de Aerok, uma batalha intensa prossegue. Uma corrida para dominar um ponto estratégico e determinar uma nova fronteira entre as duas Coréias é o prêmio final.

É então que se descobre uma bala no cadáver de um comandante de uma companhia do exército sul coreano. A bala que matou esse comandante veio do lado sul coreano. O tenente do Comando de Defesa Kang Eun-Pyo (Shin Ha-Kyun) é encarregado de ir até a linha de frente oriental para investigar essa morte. Quando Kang Eun-Pyo chega nas Colinas de Aerok é surpreendido ao encontrar seu velho amigo Kim Soo-Hyuk (Ko Soo) comandando tropas na região. Kang Eun-Pyo acreditava que Kim Soo-Hyuk estava morto há tempos.

Quando jovem, Kim Soo-hyuk era uma pessoa dócil, mas eventualmente tornou-se líder da companhia como tenente. A situação na companhia Aeok levanta muitas suspeitas aos olhos de Kang Eun-Pyo, com soldados usando uniformes norte-coreanos por causa do frio intenso, um garoto de 20 anos comandando tropas como capitão, além do resurgimento de seu antigo companheiro Kim Soo-hyuk.

A contagem regressiva para o cessar-fogo começa, enquanto a vida de inúmeros soldados se perde no caminho…

Comentário


Para quem gosta de filmes de Guerra e/ou homens bonitos de uniforme, The Front Line é imperdível. Falando sério, The Front Line é um belíssimo filme de guerra, que faz lembrar os clássicos do gênero (quando norte-americanos e ingleses ainda faziam bons filmes). O filme tem uma narrativa linear, com alguns flashbacks, e mesmo para quem não conhece muito dos eventos históricos da terrível Guerra da Coréia, não é difícil de entender o que se passa. A Guerra da Coréia ficou conhecida como “A Guerra Esquecida” e o filme tem o grande mérito de relembrar o impacto que as últimas batalhas, como a retratada (ficcionalmente) nas colinas de Aerok teve sobre as pessoas que lutaram e caíram ali.

O diretor Jang Hoon (1975) é relativamente novato na profissão, tendo dirigido anteriormente apenas dois filmes, Rough Cut (2008) e Secret Reunion (2010). Hoon conduz muito bem o filme e consegue extrair excelentes desempenhos de todo o elenco.


Falando em elenco, o que me atraiu a princípio a ver o filme foi a presença do Dr. Lee Kang-hoon (aham!), ou melhor, o ator Sin Ha-gyoon. Ele está ótimo, como sempre, e foi interessante vê-lo encarnando um personagem ‘normalzinho’ para variar. Se você gostar de vê-lo uniformizado, assista também Welcome to Dongmakgol, outro filme sobre a Guerra da Coréia, mas com um toque de fantasia e comédia.


Agora, não dá para negar a presença marcante do ator Ko Soo, que embora não tão bom ator, é de uma beleza estonteante. Me fez lembrar de atores como Paul Newman ou Robert Redford, no auge de suas carreiras. Tem essa expressão em inglês que diz tudo sobre alguém assim: “eye candy”. O “eye candy” Ko Soo também pode ser visto no filme Hauters (2010) e no melodrama Will it Snow for Christmas? (2009).



E guarde bem esse nome: Lee Je-hoon (Fashion King, drama, 2012). O jovem ator simplesmente arrasa no papel do insano capitão Shin Il-Young.

The Front Line teve uma bilheteria impressionante no seu país, com cerca de 3 milhões de espectadores. Além disso, recebeu quatro prêmios da KAFC (Associação de Críticos de Cinema da Coréia), outros quatro prêmios no Festival de Cinema da Daejong e dois prêmios técnicos do Festival de Cinema Blue Dragon. O filme também foi exibido numa série de festivais de cinema pelo mundo, no ano de 2011.

Um comentário:

  1. Acabei de assistir a esse filme e concordo plenamente com você! Ko Soo é gatíssimo e o filme é sensacional!

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...