5 de jun de 2017

Kazoku: Tsuma no Fuzai, Oto no Sonzai (drama, 2006)




País: Japão
Gênero: Drama, Família
Duração: 8 episódios
Produção: Asahi TV
Música tema: Everything, EXILE

Direção: Karaki Akihiro, Takahashi Nobuyuki, Ikezoe Hiroshi
Roteiro: Shimizu Yuki

Elenco: Takenouchi Yutaka, Watari Tetsuya, Uto Shusei, Ishida Yuriko, Gekidan Hitori, Sakura, Kaneko Noboru, Natsuyagi Isao.

Resumo

Kamikawa Ryohei é um executivo com um bom emprego e uma bela família... Até o dia em que ele resolve pedir demissão e é abandonado pela mulher, que o deixa responsável pelo filho pequeno.

Comentário

Dramas sobre crises matrimoniais são comuns, mas um que aborde o tema sob o ponto de vista masculino não é tão usual, como é o caso deste magnífico melodrama familiar, Kazoku.


Kazoku: Tsuma no Fuzai, Oto no Sonzai (Family: Absence of the Wife, Existence of the Husband) conta a saga de um homem que luta para conciliar a carreira profissional com as dificuldades de criar o filho pequeno sozinho. E a roteirista Shimizu Yuki (The Perfect Path for Two, Koi no Sanriku Ressha Kon de Iko!) narra com muita sensibilidade a estória do casal Kamikawa, e de seu adorável filho Yuto.


Kamikawa Ryohei (Takenouchi Yutaka) representa o estereótipo perfeito do homem japonês, educado, responsável, trabalhador, mas que vê a mulher mais como mãe de seus filhos e dona de casa, do que como companheira e amante. A prioridade de Ryohei é dar estabilidade e conforto à família, e ele acaba, inconscientemente, se distanciando da mulher, Satomi (Ishida Yuriko) e do filho. Enquanto isso, Satomi sofre em silêncio com a ausência do marido. Por ter perdido o pai muito jovem, Ryohei teve de aprender a ser independente e a resolver todos os problemas sozinho. Como de costume, Ryohei não conversa com a esposa sobre o estresse que sofre no trabalho e, certo dia, simplesmente avisa que mudou de emprego, e comprou uma casa nova e espaçosa para a família. Quando Ryohei não cumpre a promessa de ir a um concerto de piano do filho, Satomi resolve que é hora de cuidar da própria vida. Ela decide tentar retomar a carreira de arquiteta, e simplesmente sai de casa, deixando o filho Yuto (Uto Shusei) aos cuidados do pai. Sem ter noção alguma de como lidar com as necessidades diárias de uma criança, Ryohei se vê em grandes apuros, ainda mais que não há nenhum parente próximo para ajudá-lo. Mas, aos poucos a rotina começa fluir, quando ele matricula Yuto em um jardim de infância, lugar onde não apenas seu filho, mas ele próprio irá fazer grandes amizades. Para começar, a professora Kinoshita Miho (Sakura) é muito atenciosa com Yuto, e preocupa-se sinceramente com a situação da separação dos pais do menino.





Mas é o Sr. Saeki Shinichiro (Watari Tetsuya, de Lady Joker), um voluntário na escola infantil, que se torna o melhor apoio emocional para a família Kamikawa. O Sr. Saeki é um viúvo solitário, aposentado, que acaba fazendo amizade com Ryohei, e o ajuda muito na adaptação à vida de pai solteiro. Ele ensina Ryohei coisas triviais, mas ao mesmo tempo importantes no dia a dia, como preparar o lanche do filho, ou organizar prendas do bazar escolar. 



É bonito como o drama enfatiza como as pessoas mais velhas, com sua inestimável experiência de vida, podem contribuir com o bem estar da família e da sociedade em geral. Sendo assim, é tocante a amizade que se desenvolve entre o Sr. Saeki, o pequeno Yuto e Ryohei. E é o ator Watari Tetsuya, com sua postura elegante, que dá vida a este personagem tão digno, o Sr. Saeki.



Agora, um encanto mesmo é a relação maravilhosamente carinhosa entre Ryohei e Yuto. O amor entre pai e filho é expresso de forma tão natural, que é difícil de acreditar que não seja real. Takenouchi Yutaka é um ator especial, que, ao longo de sua longa carreira, nunca se aproveitou da própria beleza, procurando dar ênfase a uma atuação mais naturalista (A Long Vacation), e muitas vezes irreverente (BOSS). Certamente um dos melhores atores japoneses de sua geração.


Kazoku é uma pequena pérola, uma estória que nos faz rir e chorar, e ao mesmo tempo refletir sobre como é essencial cultivar o amor entre marido e mulher, entre pais e filhos, sempre com muito diálogo e respeito ao próximo.
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...