25 de jun de 2014

The King of High School Manners (drama, 2014)


País: Coréia do Sul
Gênero: comédia romântica, drama
Duração: 16 episódios
Produção: tvN

Direção: Yoo Ji-won
Roteiro: Jo Seong-hee, Yang Hee-seong

Elenco: Seo In-guk, Lee Ha-na, Lee Soo-hyeok, Lee Yeol-eum.

Resumo

Lee Min-Seok é um adolescente que não gosta de estudar, mas é o ídolo do time de hockey no gelo de sua escola. Sua vida despreocupada acaba quando ele precisa se fazer passar pelo irmão mais velho, como executivo de uma grande empresa.

Comentário

Com uma trama inusitada e divertida, The King of High School Manners (ou King of High School Life Conduct) deve agradar ao público acostumado com os dramas ‘estilosos’ do canal tvN. Estórias envolvendo doppelgangers (sósias) não são estranhas aos dramas coreanos (vide o recente The Bride of the Century), mas a trama de The King of High School, a primeira vista, parece absurda demais para ser remotamente convincente. Entretanto, a partir do terceiro episódio podemos vislumbrar todo o potencial da estória e de seus personagens.

Ao menos no primeiro episódio é impossível simpatizar com as personagens femininas principais, as irmãs Soo-Young e Yoo-ah. A adolescente Jeong Yoo-ah (Lee Yeol-eum) persegue Min-seok dia e noite, e não parece se incomodar com a indiferença do colega. Talvez o fato de ela não ser tão bonita, popular ou rica a faça se apoiar na fantasia de namorar a estrela do time de hockey da escola. Sua irmã e tutora, Jeong Soo-young (Lee Ha-Na, de Alone in Love), é funcionária temporária da COMFO, a empresa que contratou o irmão mais velho de Lee Min-seok como diretor do departamento de vendas. Jeong Soo-young é obcecada por organização, mas desleixada com a própria aparência. Aos vinte e sete anos, ela não parece ter experiência real no amor e, como a irmã, tem uma tendência a fantasiar com relacionamentos impossíveis. Sua declaração de amor ao diretor Yoo Jin-woo (Lee Soo-hyeok) é constrangedora, para dizer o mínimo! Felizmente, a partir do terceiro capítulo as qualidades da secretária Soo-young vão se revelando, e fica muito mais fácil simpatizar e até entender sua personalidade exótica.

Por outro lado, os personagens masculinos, Lee Min-Seok e Yoo Jin-woo, são muito mais complexos e interessantes. Seo In-Guk (Reply 1997, Master´s Sun) não é um ator tão experiente, e nota-se seu esforço e concentração para desempenhar o papel do adolescente que acorda um dia tendo de fingir ser um adulto responsável. Uma situação absurda que envolve momentos alternados de comicidade e dramaticidade, um verdadeiro desafio para qualquer ator. Aos vinte e sete anos, Seo In-guk consegue aparentar tranquilamente um adolescente de 18. E se ele ainda está se adaptando ao papel, também é possível perceber que aparece muito mais seguro ao encarnar um lado mais suave e charmoso do personagem. Já Lee Soo-hyeok (White Christmas, Deep-rooted Tree) demonstra uma maior maturidade no papel do herdeiro Yoo Jin-woo. É claro que o personagem não lhe exige tanto quanto o de Seo In-guk, mas Lee Soo-hyeok também é um ator muito carismático... A cena em que Soo-Young surpreende Yoo Jin-woo sozinho, no escuro de uma sala de cinema, é uma boa prova do talento de Lee Soo-hyeok.
 
The King of High School é muito mais interessante quando me faz lembrar o clima melancólico e poético de The Flower Boy Next Door, do que quando apela para a comédia adolescente rasa de Flower Boy Ramyun Shop, só para citar dois exemplos de sucessos do canal tvN. De qualquer modo, vale a pena dar uma chance para este novo drama, escrito a quatro mãos pelas roteiristas Jo Seong-hee (High Kick Through the Roof) e Yang Hee-seong (More Charming By the Day). A direção do novato Yoo Ji-won é segura e sem floreios. Já a fotografia é o ponto forte da produção: com seus tons lavados, quase sépia, e suas belas tomadas noturnas, a cinematografia acrescenta muito aos momentos mais agridoces e românticos do drama.

4 comentários:

  1. Oi Sam.
    Sabe aquele drama que você não dá o menor crédito e depois acaba se arrependendo de não ter visto antes?
    Pois é,King High Of School foi assim pra mim.
    Por não curtir muito o gênero escolar acabei deixando passar na primeira vez que li a sinopse.Mas depois de conhecer Seo In Guk em Master Sun,fiquei curiosa e decidi arriscar.
    Realmente o primeiro episódio é meio confuso e apático.Depois começa a ficar interessante ver o garoto de 18 anos se virando em dois para dar conta de atender o inusitado pedido do irmão de assumir seu lugar na empresa e ser o astro do time de hokey da escola.E depois acaba tendo que se virar em três quando se vê apaixonado pela temporária desajeitada do escritório.
    Realmente ri muito das características exageradas( mas não mentirosas)do personagem no modo.estudante e também percebi o esforço do ator para mudar de um ambiente pro outro.Mas confesso que amei cada cena desse menino e sim as vezes tinha que voltar o video pro que acabava me distraindo com sua beleza e boa forma.
    Diretor Yoon foi uma surpresa pra mim pois tinha mudanças súbitas de humor e atitude.As vezes eu o amava,outras vezes queria torcer seu pescoço.Mas foi um personagem meio poético,digamos assim,no meio de toda essa loucura que foi o drama.Alem de melancolicamente belo.
    O que mais dizer?Amei o pai adotivo,amei o vozinho com problemas mentais e a relação de família dos três me comoveu muito.Detestei a irma mais nova que acabou desistindo muito fácil do seu objetivo.Por outro lado bati palmas pra noona que apesar de toda a controvérsia da diferença de idade,decidiu dar a cara a tapa e assumiu seu amor e foi a luta.
    Fotografia linda,osts suaves e tramas paralelas gostosas de ver e lógico um casal cheio de química com beijos muitoooo dignos e cenas fofas.
    Pontos negativos?Sim até poderia citar,mas como são mínimos deixo em off.
    Drama delícia de assistir.Recomendo muito.
    Ah,com certeza passei por aqui antes de ver para saber sua opinião Sam.Agora estou voltando pra dizer :Obrigada.
    Falei demais hoje😉
    Beijo Sam.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Patrícia,

      seu comentário veio muito a calhar, pois acabou complementando meu review, já que eu o escrevi antes de concluir o drama. Você tem toda a razão, KOHS é um drama adorável e Seo In-guk está belíssimo! E fiquei muito balançada pelo personagem de Lee Soo-hyeok, que também achei muito envolvente.

      Mas foi engraçado como Seo In-guk e Lee Ha-na acabaram combinando tanto... Acho que o mérito é todo dele, que parece ser um cara muito alto astral. Aliás, comecei a ver 38 Task Force, com ele, um drama muito divertido!

      Enfim, King of High School é um drama que merece muito ser visto (e revisto). E para deixar claro, não é um drama escolar, mas uma bela comédia romântica adulta. Uma beleza!

      até mais,
      Sam.

      Excluir
  2. Oi Sam.
    Realmente de escolar tem muito pouco mas infelizmente a primeira impressão que tive foi que tratava-se de mais um dos muitíssimos dramas escolares iguaizinhos que vemos muito por aí.
    Fico feliz de ter descoberto seu blog que sempre me ajuda decidir o que ver sem chance de errar.
    A propósito,acabei de ver I Remember You e logo deixarei meu comentário aqui.
    Estou decidindo se assisto Squad 38 em espanhol ou espero algum fansub pegar o projeto.Mas vi o trailer e fiquei curiosa .
    Beijo Sam.
    Obrigada.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que bom que vc viu I Remember You, estaremos esperando suas impressões sobre o drama!
      bj,
      Sam.

      Excluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...