16/12/2013

Os Melhores Dramas de 2013


Chegou a hora de relembrar os dramas que mais me emocionaram neste conturbado ano de 2013. Para ser politicamente correta, vou citar alguns dramas que não pude assistir (mas que já estão na lista dos dramas a ver, em breve), e que foram muito bem falados... E, finalmente, não podemos deixar de mencionar algumas decepções do ano.

Fazendo uma medição baseada unicamente na satisfação pessoal, eu diria que o ano de 2013 deixou a desejar... Embora boas lembranças venham à mente (como o drama Two Weeks), não houve um drama que possa ser considerado como uma experiência bombástica. Falando exclusivamente em dramas coreanos, não há um título que eu possa incluir na minha lista de melhores de todos os tempos... Quanto aos dramas japoneses, a estória é outra... Hanzawa Naoky e Lady Joker, só para citar dois exemplos, já podem ter orgulho em figurar na lista dos melhores dramas, ao menos da década. Por sinal, os dramas japoneses foram literalmente a tábua de salvação em meio ao marasmo predominante na produção de TV coreana este ano. O que falta em romantismo e ‘fashionismo’ aos dramas nipônicos, sobra em criatividade e ousadia. Se você é daqueles que só assiste dramas coreanos, não sabe o que está perdendo!

Acho que posso começar pelos dramas que (ainda) não assisti, mas que já reservei em meu HD para curtir no próximo verão... Nine: Nine Time Travels, segundo as críticas mais antenadas, traz o melhor do gênero ‘viagem no tempo’, com um roteiro original e inteligente. Um drama épico muito elogiado foi The Fugitive of Joseon (Mandate of Heaven) com o gatíssimo Lee Dong-wook, uma espécie de versão sageuk de Two Weeks. Secret, um melodrama romântico com todos os ingredientes de um makjang, é recomendado estritamente para os fãs do gênero e/ou do maravilhoso Ji Sung.

O meio termo fica com aqueles dramas que não fizeram feio, mas também não merecem prêmios da academia... The Master´s Sun: se não foi uma decepção absoluta, comprova (mais uma vez) a falta de habilidade das supervalorizadas irmãs Hong em levar um drama até o fim, sem deixar cair a peteca. Por mim, o que valeu foi ver o lindão So Ji-sub sair-se muito bem em um papel cômico, ainda que tivesse de driblar os diálogos tolinhos do drama.

The Good Doctor até merece estar na lista dos melhores do ano, exceto pelo fato de que não é um drama que eu penso em rever (uma prerrogativa pessoal para classificar um drama como ‘the best’). É tipo “foi bom enquanto durou”... O Bom Doutor tem uma estória simples, direta, fácil de acompanhar e, o principal, um personagem marcante, interpretado de forma brilhante pelo ator Joo Won. O que poderia ter sido uma oportunidade para abordar temas polêmicos, como o preconceito, e os eternos problemas da saúde pública, é desperdiçado com romances forçados e vilões cartunescos.

All About My Romance talvez tenha sido, no final das contas, o melhor drama romântico do ano, pela simples falta de concorrência no gênero. Suave e divertida, a estória de amor entre Lee Min-jeong e Sin Ha-gyoon serviu para embalar os corações sedentos de romance à moda antiga. O mesmo vale para Dating Agency Cyrano que, se não foi impactante ou revolucionário, foi mais satisfatório que muitos outros dramas mais incensados ao longo do ano.


O ‘crème de la crème

Two Weeks, Heartless City, I Hear Your Voice, Flower Boy Next Door, School 2013, Who Are You, Ten 2, Hanzawa Naoki, Lady Joker, Summer Nude.                                                                                
Quem viu gostou, e adoraria ver a sequência de Two Weeks, o drama mais elogiado do ano, e que deve render muitos prêmios à produção e elenco, especialmente a Lee Joon-ki, em mais uma atuação brilhante. Já falei bastante sobre a maioria dos dramas acima listados, assim, você pode clicar sobre os títulos para saber mais detalhes sobre os mesmos.




Olhando em retrospectiva, dá para perceber que este foi o ano dos dramas de ação... Além de Two Weeks, tivemos o surpreendente drama policial Heartless City, com atuação inesquecível de Jeong Kyeong-ho. O thriller japonês Lady Joker, em um ritmo lento, mas impactante, fez a alegria dos fãs de romances policiais, e do incansável detetive Goda. A sequência de Special Affairs Team Ten, com o super sexy Joo Sang-wook nos deixou na expectativa para a próxima (e derradeira?) temporada. Ainda assim, no topo da lista eu colocaria o drama Hanzawa Naoki, que não por acaso bateu todos os recordes de audiência no Japão. Imperdível!

Who Are You ficou no meio termo entre o suspense e o romance e, para uma produção tão modesta, o resultado foi dos mais satisfatórios. Destaque para a atuação madura de Kim Jae Wook, e para a simpatia de Taecyeon. Além do mais são dois lindões!


Prêmio “Algodão-doce”

Você, fã ardorosa de garotos lindos como Joo Won, ou Lee Min-ho, pode estar cega de paixão, mas a realidade não pode ser negada: podia ter sido melhor... No caso de Joo Won, o rapaz até conseguiu se redimir, ao pular agilmente de um detetive caricato em Level 7 Civil Servant, para um médico autista, em The Good Doctor. O rapaz tem sorte mesmo, pois ainda conseguiu fechar o ano com chave de ouro, com a ótima recepção ao filme Only You. Se Level 7 Civil Servant serviu para alguma coisa, foi para gerar uma série de recaps hilárias, despertando o melhor do bom humor dos fãs e blogueiros.

E o que dizer do drama que mais gerou expectativas em 2013,The Heirs? Parece até absurdo dizer que Heirs é a grande decepção do ano, quando se passa os olhos pelos principais fóruns de debate sobre dramas, voltados para o público adolescente. Mas, para quem conhece e admira (como é o meu caso) a roteirista Kim Eun-sook, a decepção com Os Herdeiros é inevitável. Nem mesmo os diálogos afiados, marca registrada da escritora, se fizeram presentes neste drama previsível e soporífico. Sinceramente, nem dá para culpar o elenco pela frustração gerada com Heirs, pois com um casting mais fraco teria sido terrível acompanhar até o final a trama. Cha Eun-sang é um dos piores personagens femininos já escritos, tão unidimensional que é difícil acreditar que tenha saído da mente de uma escritora experiente como Kim Eun-sook. A atriz Park Sin-hye nuca esteve tão adorável e, por isso mesmo, deve ter sido um desafio incrível para ela criar um personagem empático, com tão pouco conteúdo a sua disposição. Lee Min-ho e Kim Woo-bin também puderam provar o quão bons atores são, diante de personagens tão superficiais. Sinceramente, Kim Woo-bin foi minha única motivação para chegar ao final deste drama. E se você também for fã do rapaz (e de Lee Jong-suk), e quiser ver um drama escolar realmente bom, fique com School 2013, certamente o melhor do gênero do ano.

Quem diria que a mesma pessoa que escreveu o melhor drama médico de 2011, Brain (Yoon Kyeong-ah) voltaria com uma estória tão insossa como Medical Top Team? Para mim, esta sim foi a maior decepção do ano. Mais uma vez, o elenco fez milagres, com um roteiro que desafiou a paciência do fã mais ardente de dramas médicos. Se não fosse pela presença sempre marcante de Joo Ji-hoon (amo de paixão!) e do profissionalismo dos demais atores – Kwon Sang-woo, Jeong Ryeo-won, Oh Yeon-seo, Minho – nem estaria falando neste drama. Um desperdício de talento de partir o coração! Se não for arriscar assistir MTT, ao menos ouça sua trilha musical, uma das melhores do ano.

Marry Me If You Dare (Mirae´s Choice): ainda está entalado na minha garganta o desastre em que se transformou este drama que prometia ser o mais romântico do ano. Yoon Eun-hye e Lee Dong-gun é um par romântico encomendado no céu... Mas a bendita roteirista de Mirae´s Choice só pode ser a pessoa mais insensível da face da terra, para não ver isso. Dá vontade de ir correndo rever Lie to Me (e é o que vou fazer!).

E então, quais foram seus dramas favoritos de 2013? Se algum de seus favoritos não foi mencionado, conte para nós! E que 2014 seja um ano de muito romance, ação e, seria bom, um pouco mais de comédia nas nossas telinhas...

9 comentários:

  1. Os melhores na minha opinião: Cruel City, Secret, Nine time time travel e claro como não podia deixar de ser, Reply me 1994.

    Cruel City apresentou-nos um argumento muito afiado cheio de surpresas, sem contar as actuações impecáveis do todo elenco.

    Secret, apesar de ser um melodrama, o qual eu não sou muito fã, foi muito bem elaborado, deixando-me ás vezes com ataques de ansiedade. Adoro géneros que misturam vingança e amor, Esse, conseguiu conquistar-me!

    Nine time time travel semelhante ao cruel city, apresentou-nos um dos melhores argumentos deste ano. Delirava com as viagens do tempo do protagonista e o melhor de tudo é que o escritor foi muito inteligente não deixando nenhuma brecha. Ás vezes via um erro, e no mesmo segundo o escritor também apontava o erro, o que demonstrava que ele pensou muito na estória seguindo sempre a lógica. O ultimo episódio vi duas vezes, não por não ter percebido mas porque queria confirmar se aquilo que percebi foi realmente o que aconteceu. Confesso que não gostei muito do final meio aberto mas não consigo ver outro final para este drama que fugiu do convencional e se destacou dos restantes.

    Reply me 1994 apesar de ainda não ter terminado, definitivamente está entre os melhores de 2013. Ele conseguiu, a meu ver, se igualar a reply me 1997. Ouso até dizer que conseguiu ser ainda melhor, em vários aspectos (conseguiu ser mais engraçado, o que para mim era uma coisa impossível). Teve mais referências históricas e deu-me a sensação, que se eu tivesse vivido na Coreia do sul naquela época, eu teria ainda gostado mais do dorama.

    Heirs foi uma decepção. Não gostei nada de heirs, argumento muito superficial sem nenhuma personagem interessante. Lee Min Ho não fede nem cheira neste drama, aliás, acho ele um actor mediano pela fama que tem.

    Master Sun, adorei muiiiiiiiiito. Adorei ver uma faceta mais engrada de Ji Sub. Foi agradável acompanhar esta comédia romântica que não apresentou nada de novo mas cumpre com aquilo que promete, que é entreter.

    Em relação a Jdrama, infelizmente não vi nenhum deste ano. Só vi alguns dos anos retratados mas devo confessar que deixaste-me curiosa com as indicações.

    ResponderExcluir
  2. Anônimo6:04 PM

    Post espetacular! parabens pela qualidade do blog!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Gentileza sua...
      ...mas obrigada pela massagem no ego!
      bjs,
      Sam.

      Excluir
  3. Os melhores pra mim foram Two weeks, I hear your voice, Cruel City, Secret, Flower boy next door e arrisco a colocar Iris 2, por ser fã do drama e do Jang Hyuk.
    Decepção foi com Who are you e Master Sun, pelo enredo ser diferente do convencional achei que seria bombástico, mas no fim foram os mais chatos do ano.

    ResponderExcluir
  4. Anônimo5:27 AM

    melhores do ano
    Good Doctor
    Fugitive Joseon
    Two Weeks
    Secret
    The Masters Sun
    Summer Nude
    Flower Boy Next Door
    Decepçoes
    1 Minister and I
    Heirs
    Bellami



    ResponderExcluir
  5. janiêre2:19 AM

    Para mi os melhores de 2013 foi:
    Gu family boock
    Two Weeks

    ResponderExcluir
  6. Ainda tô rindo do "Yoon Eun-hye e Lee Dong-gun é um par romântico encomendado no céu..." (Realmente aqueles dois são lindos);

    Agora eu ja tô rindo de nervosa porque tô no meio do dorama. Aia ai aia ai

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Luppi,
      estou mordendo a língua para não revelar nada a você...
      ,,,mas nos conte o que achou do drama quando acabar de vê-lo, ok?
      bjs,
      Sam.

      Excluir
    2. Mdss eu estou á três episódios do final to morrendo de curiosidade x.x

      Excluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...