12 de abr de 2013

Flower Boy Next Door (drama, 2013)



Título alternativo: The Pretty Boy Next Door
País de origem: Coréia do Sul
Gênero: Comédia Romântica
Produção: tvN
Duração: 16 episódios

Direção: Jeong Jeong-hwa
Roteiro: Kim Eun-jeong, baseado no webtoon I Steal Peeks at Him Every Day, de Yoo Hyun Sook.

Elenco: Park Sin-hye, Yoon Si-yoon, Kim Ji-hoon-I, Park Soo-jin, Ko Kyeong-pyo, Mizuta Kouki, Kim Seul-gi-I, Kim Jeong-san.

Resumo

A jovem Go Dok Mi é uma criatura solitária, cujo único prazer é espiar com um par de binóculos o belo vizinho Han Tae-joon. Go Dok Mi nem percebe também ter um admirador secreto, o artista Oh Jin-rak, que se inspira nela para criar um webtoon chamado "Flower Boy Next Door”. Com a chegada de Enrique Geum, vindo da Espanha, a vida de Go Dok Mi e de seus vizinhos de condomínio vira de cabeça para baixo.

Comentário

Existem dois tipos de bons dramas... Os que merecem defesa, apesar de alguns defeitos que podem afugentar os espectadores mais desligados ou impacientes (vide Missing You, ou Nice Guy). Isso pode exigir a apresentação dos argumentos mais enfáticos e apaixonados a fim de convencer os possíveis interessados. O segundo tipo é o drama que é tão emocionante, inovador ou simplesmente divertido que a vontade é apenas afirmar, “confie em mim, assista este drama”. E é exatamente o caso de Flower Boy Next Door.

Mesmo assim, é um prazer poder enumerar os muitos motivos pelos quais vale muita a pena conferir esta pequena pérola do drama coreano, chamada Flower Boy Next Door. O canal de TV a cabo tvN continua a saga dos dramas carinhosamente rotulados de “flower boys dramas”. A tvN certamente percebeu o potencial dos dramas voltados para um público jovem (coreano, no caso) sedento de estórias mais identificadas com o seu dia-a-dia. Ao contrário dos “flower boys” da SBS e outras, claramente inspirados nos românticos mangás japoneses (Boys Over Flowers, You´re Beautiful, só para citar dois exemplos), os “flower boys” ou “pretty boys” da tvN são aqueles garotos, ou rapazes que nós, mulheres, conhecemos muito bem. Eles são nossos colegas de escola, nossos vizinhos, ou aqueles homens com os quais cruzamos todos os dias no ônibus, a caminho da escola ou do trabalho, e que nos fazem suspirar e sonhar, ou simplesmente iluminam nossas vidas com a sua presença.

E justamente Flower Boy Next Door conta uma destas estórias realmente triviais de amor à distância, mas de uma forma profundamente delicada e poética. Go Dok Mi é uma jovem de 24 anos que trabalha em casa como editora freelancer. Devido a um trauma do passado que nunca conseguiu superar, Go Dok Mi se isolou do mundo em seu pequeno apartamento. Como o velho edifício rodeado e sufocado por modernos condomínios, a tímida Go Dok Mi vive encurralada como um ratinho em sua toca, com medo de ser engolida pelo mundo que ela julga por demais cruel.


O único prazer de Go Dok Mi (Park Sin-hye) é espiar o vizinho do prédio em frente, o belo médico Han Tae-joon (Kim Jeong-san), com o qual cruzou em um belo dia de outono, mas do qual nunca ousou se aproximar. Ela parece conformada em apenas observar de longe a rotina do rapaz.


Enquanto isso, ela nem se dá conta de que muitas coisas acontecem à sua volta, e muitas pessoas a observam atentamente, especialmente seu vizinho de apartamento, Oh Jin-rak (Kim Ji-hoon-I, ator, Joseon X-files – Secret Book; Wish Upon a Star). Há três anos, quando Go Dok Mi mudou-se para aquele condomínio modesto, despertou o interesse do cartunista Oh Jin-rak. Sem coragem de declarar o seu amor, o desenhista cria um weebtoon cujo personagem principal é a sua solitária vizinha.


Mas a rotina tranquila de Go Dok Mi (e consequentemente de Oh Jin-rak) é abalada com a chegada de Enrique Geum (Yoon Si-yoon). Enrique, um coreano criado na Espanha, é um jovem gênio dos videogames, alegre, cheio de vida, o extremo oposto da nossa heroína Go Dok Mi.

Para Enrique, Go Dok Mi é como uma Rapunzel que precisa ser resgatada de sua torre, mesmo que seja contra a sua vontade. Neste sentido Oh Jin-rak e Go Dok Mi são muito parecidos, pois ambos se sentem confortáveis em viver um amor não correspondido – ele por ela, ela por Han Tae-joon – indefinidamente. Go Dok Mi até se pergunta de vez em quando, o que seria dela se um dia o jovem médico desaparecesse de sua vida. Mas são pensamentos que surgem e são afastados de sua mente, pois ela prefere continuar sonhando.


Sendo assim, não será tarefa fácil para Enrique tirar sua Rapunzel da torre, mas o jovem é mais teimoso que ela, e a resistência de Go Dok Mi pouco a pouco vai desmoronando. Pela primeira vez confrontada com uma pessoa tão espontânea e de coração aberto como Enrique, Go Dok Mi começa a enfrentar os fantasmas do passado, a começar pela ex-melhor amiga Cha Do-hwi (Park Soo-jin).


Se a estrutura dramática não chega a fugir do padrão, o texto de Flower Boy Next Door é biscoito fino. Enrique, Go Dok Mi e Oh Jin-rak são três jovens inteligentes, sensíveis e criativos, e seus pensamentos (em off) são o que há de melhor no drama. Go Dok Mi distancia-se de seus sentimentos, narrando-os como os de um personagem que ela conhece muito bem, mas que não pode revelar ao mundo. “Aquela mulher”, ela escreve, “tem medo de ser feliz, pois, como bolhas de sabão, este sentimento pode se desvanecer num instante”.


Oh Jin-rak, por outro lado tenta ver o lado poético da vida através dos desenhos, e Go Dok Mi é sua musa inspiradora. Seu único amigo e colega de trabalho é Oh Dong-hoon (Ko Kyeong-pyo), mas mesmo dele Jin-rak esconde alguns segredos de seu passado.


Já Enrique tem uma personalidade alegre, mas o fato de tentar ver sempre o lado positivo das coisas muitas vezes acabar sendo desgastante para ele. Go Dok Mi vai descobrir que Enrique não é só um rapaz imaturo e brincalhão, ele é um ser humano complexo, intenso e muito interessante.

Recordo que foi a primeira vez que li depoimentos tão sinceros e singelos de atores sobre sua experiência pessoal de trabalho em um drama. Tanto Park Sin-hye (You´re Beautiful; Cyrano Agency; Heartstrings; Heirs) como Yoon Si-yoon (Bread Love and Dreams; Me Too Flower) foram enfáticos ao ressaltar o impacto que este projeto teve em suas vidas. Para ambos, foi uma espécie de libertação pessoal interpretar personagens tão emocionalmente complexos, e ao mesmo tempo tão reais.

Além do belo trabalho da roteirista em criar estes personagens (ou recriar, baseada no webtoon), podemos estender o crédito ao jovem cineasta Jeong Jeong-hwa, que provou possuir uma sensibilidade invejável para conduzir seus atores. A forma natural e espontânea com que os personagens se movem é um dos pontos mais positivos deste drama. Yoon Si-yoon contou, em uma entrevista, como o diretor Jeong pediu que ele elaborasse o roteiro do encontro que teria com Park Sin-hye – tarefa que o ator assumiu como um verdadeiro desafio, mas que lhe deu grande prazer. Jeong Jeong-hwa dirigiu outro drama da franquia “flower boys” da tvN, o igualmente divertido Flower Boy Ramyun Shop (2011). Além disso, dirigiu e roteirizou o filme Lost and Found (2008), uma comédia romântica que recomendo com grande entusiasmo. Experiente roteirista de cinema (co-roteirista do sucesso Il Mare, 2000), este é o primeiro projeto de Kim Eun-jeong para a TV.

O restante do elenco também é encantador, com destaque para o simpático ator japonês Mizuta Kouki, como o cozinheiro Watanabe Ryu, e a comediante e cantora Kim Seul-gi-I, que rouba a cena com editora histérica de webtoons.

 

4 comentários:

  1. Sam, com certeza você me convenceu a assistir esse drama! Depois de ler sua resenha fui correndo conferir o primeiro (e logo depois o segundo) episódio e logo de cara criei uma grande empatia com os personagens e a trama bem construída. Obrigada pela dica e amei o blog!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Cacá,
      que bom que você gostou do drama,
      fico feliz em ter acertado na dica.
      e obrigada por comentar sua opinião!
      bjs,
      Sam.

      Excluir
  2. Já tinha esse drama no meu HD, mas tava com um pouco de preguiça de assisti-lo, pois acreditava que seria mais uma drama recheado de clichês e situações tarimbada para agradar o público feminino, mas após ler seu comentário, resolvir dar uma chance, e devo confessar que tive uma grata supresa pela originalidade e profundidade da história. Tanto o enredo principal quanto os acessórios preenderam minha atenção, e consegui assistir todo o drama em um final de semana. A única coisa que me incomodou muuuuuuuuito foi a atuação infantil e irritante do Yoon Si-yoon, passeio o drama inteiro torcendo para o segundo elemento, porque simplismente tomei birra do seu personagem, entretanto essa irritação foi dirimida pela contida, mas excelente atuação da Park Sin-hye, nunca a considerei muito boa até esse trabalho, outro destaque é a Kim Seul-gil, estava incrível no papel, ri muito com ela, e adorei da personagem dela.
    Obrigada pela dica.

    ResponderExcluir
  3. Olá! Eu assisti a este drama no começo deste ano e adorei. Foi realmente bem diferente em sua concepção. Achei bem menos idealizado e, portanto, ficou mais fácil de gostar das situações e personagens apresentados.=)

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...