6 de jun de 2013

The Virus (drama, 2013)



País de origem: Coréia do Sul
Gênero: Drama, Suspense
Duração: 10 episódios
Produção: OCN TV

Direção: Choi Yeong-soo
Roteiro: Lee Myeong-sook

Elenco: Eom Gi-joon, Lee Ki-woo, Lee So-jeong-I, Ahn Seok-hwan, Jo Hee-bong, Yubin, Oh Yong, Song Young-kyu.

Resumo

O Dr. Lee Myung-Hyun é o chefe do CDC (Control Disease Centre), e lidera a equipe responsável por responder às crises que envolvem doenças infecciosas graves. Com a detecção de um vírus desconhecido e letal na cidade, o CDC é chamado para investigar o caso.

Comentário

Quem conhece séries de sucesso deste canal da TV a cabo coreana, como Vampire Prosecutor, ou o fantástico drama policial Special Affairs Team Ten, poderia deduzir que The Virus esteja no mesmo nível, o que, infelizmente, não é o caso. Fica claro, já nas primeiras cenas deste drama, que os recursos financeiros e de pessoal são muito limitados. Com um tema relativamente complexo a ser abordado, não basta ser criativo, e uma boa verba conta muito. Hoje em dia, os efeitos especiais são uma necessidade básica em qualquer produção de ação, e sem dinheiro fica complicado... Some-se a isso a inexperiência do diretor Choi Yeong-soo, e da roteirista Lee Myeong-sook. Que eu saiba, ela nunca havia escrito algo no gênero suspense - Lee Myeong-sook ficou conhecida com o drama romântico Heartstrings. E por coincidência, na mesma época estreou um drama de tema similar, At the End of the World, da jTBC, e que foi considerado muito superior a The Virus.

Sendo assim, vale a pena assistir The Virus? É claro que sim, deixando as grandes expectativas de lado. Primeiro, é um quase um mini-drama, com apenas 10 episódios, que podem ser assistidos em ‘maratona’ de duas ou três partes. Segundo, o drama nos envolve e gera um suspense natural, por seu tema atual e realista – as últimas notícias de um novo vírus surgido na China acabaram até fazendo parte da trama. E fiquei curiosa em ver este drama ao saber que o ator Eom Gi-joon seria o protagonista e herói da estória. Ele havia se saído muito bem como vilão no drama Ghost.

Eom Gi-joon é o Dr. Lee Myeong-hyeon, um homem sério e dedicado ao trabalho no centro de controle de doenças de Seul. Um incidente trágico do passado o fez perder a filha – ironicamente vítima de um vírus da gripe – e, consequentemente, separa-se da mulher. Go Soo-gil (ator Jo Hee-bong, de I Do, I Do) é o melhor amigo de Lee Myeong-hyeon, e seu assistente de investigação. Completam a equipe o cientista Bong Seon-dong (Park Min-woo, de Flower Boy Ramyen Shop), a especialista em IT Lee Joo-yeong (Yubin, do grupo Wonder Girls, em seu primeiro trabalho como atriz), e a nova funcionária Jeon Ji-won (Lee So-jeong-I).

A equipe do CDC é ativada pelo ministro da saúde Kim Do-jin (Ahn Seok-hwan, de BIG) quando várias pessoas aparecem mortas, contaminadas por um vírus desconhecido e extremamente agressivo. Em menos de 48 horas as vítimas vem a falecer ao apresentar sintomas de gripe comum, mas que são agravados até um estado de hemorragia incontrolável. É uma morte chocante, e o pior, o vírus é altamente contagioso. O diretor Lee Myeong-hyeon e seu time começam a investigação e logo descobrem que a fonte contaminante é Kim Il-cheol (Kim Hyeon Woo) um jovem que teria fugido de um hospital psiquiátrico que foi destruído por um incêndio. O problema é encontrar o rapaz, que anda à solta pelas ruas de Seul, contaminando dezenas de pessoas no caminho.

O objetivo do CDC é capturar e isolar Kim Il-cheol, que é imune ao vírus. Com a ajuda do Dr. Kim Se-jin (Lee Ki-woo, de Flower Boy Ramyen Shop) eles pretendem produzir uma vacina para conter o vírus e evitar centenas de mortes. Mas logo a tarefa se mostra complicada, pois interesses políticos e financeiros muito maiores se interpõem entre os heróis do CDC e o controle da epidemia.

Questionado em entrevista recente se voltaria ao papel do Dr. Lee Myeong-hyeon, em uma segunda temporada do drama, o ator Eom Gi-joon não pareceu muito entusiasmado com a ideia. Ele colocou como condição a qualidade do novo roteiro, e melhores condições de trabalho no set de filmagens. Segundo ele, foi cansativo gravar tantas cenas de ação (o ator aparece em grande parte das cenas), a maioria rodadas à noite, e sem refeições quentes fornecidas ao elenco - Eom Gi-joon até contou que tinha de preparar um macarrão instantâneo, para não passar fome durante as gravações... É, nem sempre é glamorosa a vida de ator.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...