26 de set de 2014

Shitsuren Chocolatier (drama, 2014)


País: Japão
Gênero: Romance
Duração: 11 episódios
Produção: Fuji TV
Música tema: Bittersweet (Arashi)

Direção: Matsuyama Hiroaki, Miyaki Shogo
Roteiro: Adachi Naoko, baseado no mangá de Mizushino Setona

Elenco: Matsumoto Jun, Ishihara Satomi, Mizukawa Asami, Mizuhara Kiko, Mizobata Junpei, Arimura Kasumi, Kato Shigeaki, Sato Ryuta, Koyurugi Naoto.

Resumo

Koyurugi Sota era um adolescente quando se apaixonou pela colega de escola, Takahashi Saeko. Rejeitado por Saeko no dia dos namorados, ele decide ir estudar confeitaria na França. O sonho de Sota é voltar ao Japão e conquistar o coração de Saeko com deliciosos chocolates, a maior paixão da garota.

Comentário

Matsumoto Jun (Hana Yori Dango, Lucky Seven) é Koyurugi Sota, o “chocolateiro de coração partido” de Shitsuren Chocolatier, drama cujo roteiro é baseado no mangá de mesmo título, de autoria de Mizushino Setona, publicado originalmente em 2008. Matsumoto (ator e membro da boy band Arashi) esbanja sensualidade neste drama que foge dos padrões de pudor e recato tradicionais dos doramas japoneses. Com ousadia incomum, o drama retrata de forma mais natural e realista a vida amorosa de jovens adultos japoneses. No mundo dos mangás os autores costumam ser mais explícitos e irreverentes, tanto na violência das estórias de ação, como nos temas românticos. E, felizmente, Shitsuren Chocolatier consegue transportar quase intacta - dos quadrinhos para a TV – esta estória de amor e paixão juvenil. E eu uso o termo juvenil porque, embora os personagens sejam adultos, ainda sofrem com a inexperiência no amor. Cada um dos personagens tem seus sonhos e expectativas sobre o amor, mas compartilham a insegurança e a falta de maturidade para lidar com o sexo oposto. “O amor é cego” poderia ser o subtítulo do drama, pois acompanhamos com crescente frustração a paixão obsessiva que Sota nutre pela inatingível Saeko (Ishihara Satomi, de Rich Man, Poor Woman). No entanto, mais do que amar sem entender o objeto do seu afeto, o que Sota precisa é conhecer a si mesmo. Os demais personagens vivem a mesma situação, todos perdidos de amor pela pessoa errada, ou pela pessoa certa, mas no momento errado. A lição principal que fica é que experiência e timing são duas coisas fundamentais para ter sucesso no amor – na verdade, são dois fatores que funcionam para quase tudo na vida.

Sem ter lido o mangá, deixei para ler as críticas apenas depois de ver todo o drama, e me surpreendi com alguns comentários negativos, especialmente com o desfecho da estória. Em primeiro lugar, certamente a decepção deve ter sido maior por parte do público adolescente, pois há pistas claras, desde o princípio, de que Shitsuren Chocolatier não é uma comédia romântica convencional. O tom agridoce, quase niilista que envolve as relações entre os personagens é constante, embora pontuado pelo bom humor característico dos quadrinhos japoneses. Feita a advertência, vale muito a pena acompanhar a bela jornada de amadurecimento emocional de Sota e seus amigos, e, de quebra, babar com a vontade de provar os chocolates maravilhosos da confeitaria Choco La Vie.
 
 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...