26 de ago de 2014

Legal High (drama, 2012)


País: Japão
Gênero: Comédia, Drama Legal
Duração: 11 episódios
Produção: Fuji TV

Direção: Ishikawa Junichi, Joho Hidenori
Roteiro: Kosawa Ryota

Elenco:  Sakai Masato, Aragaki Yui, Namase Katsuhisa, Koike Eiko, Taguchi Junnosuke, Yano Masato, Satomi Kotaro, Sakaguchi Waku.

Resumo

O advogado Komikado Kensuke é famoso por nunca ter perdido um caso nos tribunais, embora muitas vezes use métodos pouco éticos para atingir seus objetivos. Por outro lado, Mayuzumi Machiko é uma jovem advogada com um forte senso de justiça, sempre disposta a ajudar os mais fracos. Quando Machiko vai trabalhar no escritório de Komikado, o choque de personalidades é inevitável... Mas na corte, eles formam uma dupla imbatível!

Comentário

Legal High é uma daquelas séries de humor insano e debochado (e para alguns até ofensivo) que só poderia ter saído da mente de um roteirista japonês. Dentro de suas diversas expressões culturais, o humor japonês possui características muito peculiares, que podem causar estranhamento ao público novato. Do tradicional manzai, ao mais atual owarai, passando pela linguagem moderna dos mangás e dos animes, a TV absorveu e incorporou muito bem este humor à sua dramaturgia. Os consumidores dos quadrinhos japoneses, acostumados com sua linguagem frenética e surrealista, se divertem com as adaptações para animação, cinema, ou séries de TV. Por outro lado, pode parecer estranho usar um tema pesado – como o do direito legal – para fazer comédia. Mas o interessante é que Legal High consegue equilibrar a sátira e o drama de forma muito natural.

Komikado Kensuke (Sakai Masato) é nosso anti-herói, um advogado brilhante, ambicioso, vaidoso e mulherengo. O fato de Komikado nunca ter perdido uma causa nos tribunais gera mais desconfiança do que admiração sobre o advogado. E sim, nossas suspeitas logo se confirmam quando presenciamos os métodos pouco ortodoxos (ou simplesmente ilegais) que ele usa para defender seus clientes. E estes clientes são escolhidos a dedo, ou seja, grandes corporações e empresários muito ricos. É claro que, para não perder seu recorde de cem por cento de sucesso, ele evita causas que considere perdidas. Sua vida vai muito bem, advogando em uma bela residência-escritório, servido pelo fiel mordomo Hattori (Satomi Kotaro), até a chegada da jovem Mayuzumi Machiko (Aragaki Yui), clamando por um emprego. Informado de que a garota havia sido demitida do escritório onde ele costumava trabalhar, Komikado aceita contratá-la como assistente. Acontece que Miki Choichiro (Namase Katsuhisa), ex-chefe de Komikado, tornou-se seu arqui-inimigo, e os dois vivem se digladiando, dentro e fora dos tribunais. Mas quem vai dar muita dor de cabeça para Komikado é sua nova assistente, pois Mayuzumi Machiko é o extremo oposto do chefe, honesta, idealista, apoiadora incansável das boas causas. A única coisa em comum entre os dois advogados é a teimosia... Machiko tenta convencer Kamikado a defender causas mais nobres, e até consegue, mas nem sempre com o resultado desejado.

Sakai Masato (Hanzawa Naoki) está simplesmente perfeito na pele do tresloucado Kamikado – o personagem parece ter saído diretamente de um anime, com seu cabelo fixo como um capacete em sua cabeça, seu longo dedo indicador sempre apontando acusadoramente, e todos os seus trejeitos engraçados. Enquanto isso, a atriz Aragaki Yui faz um contraponto bem vindo ao personagem histriônico de Sakai, com sua voz suave e gestos delicados. A advogada Machiko vai conquistando a nós (bem como ao frio Kamikado) pouco a pouco, com sua determinação e coração aberto. É surpreendente e ao mesmo tempo divertido ver como estes dois personagens se completam tão bem, quase como uma encenação contemporânea de A Bela e a Fera.

E para quem curtiu Legal High, há uma segunda temporada, com mais aventuras engraçadas dos advogados Kamikado e Machiko.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...