25 de out de 2012

Sign (Episódio 18)


Recap (spoilers!)

Como vimos no episódio anterior, a promotora Jeong Woo-ji foi até o local onde seu amado detetive Choi estava fazendo uma campana, mas deu o azar de cruzar com o suspeito de ser o “assassino do martelo”.


O detetive Choi falava com Woo-ji ao celular quando a ligação é interrompida bruscamente. Ele corre até uma rua próxima, e a encontra caída, com um ferimento na cabeça.


continua... (clique abaixo)


Woo-ji diz ter sido atacada por um homem com um martelo, e desmaia em seguida. Enquanto seu colega espera a ambulância, Choi corre até a loja de conveniência, para prender o suspeito, Lee Ho-jin.


No hospital, o detetive Choi, junto com os amigos, o Dr. Yoon Ji-hoon e Go Da-kyeong aguardam notícias sobre o estado de saúde da promotora. O médico relata que a paciente sofreu uma cirurgia e seu estado inspira cuidados.


O Dr. Yoon Ji-hoon mostra aos outros o roteiro de videogame que Lee Ho-jin escreveu, e que pode provar que os assassinatos reais foram planejados.


No entanto, um fato inesperado acontece. Na mesma noite em que Lee Ho-jin se encontra preso, sob custódia da polícia, outro homicídio acontece. Um funcionário de uma escola é brutalmente atacado com um martelo. O Dr. Yoon avisa ao detetive Choi que o suspeito deve ter um cúmplice. Mas sem a confissão de Lee Ho-jin e sem a arma do crime, a polícia é forçada a soltá-lo, mais uma vez.


O promotor do caso confirma que sem o depoimento da promotora Jeong Woo-ji, a única vítima que sobreviveu a um ataque, é impossível indiciar o suspeito. Ele sugere que o Det. Choi vá até a empresa de games, e interrogue os colegas de Lee Ho-jin, que são os únicos que tiveram acesso ao roteiro violento criado por ele.


Seguindo o roteiro do game, o Dr. Yoon conclui que a próxima vítima será um soldado das forças armadas, mas é impossível descobrir quem poderá ser atacado, e impedir o crime. Logo em seguida, vemos um militar caído em um beco, morto. O Dr. Yoon chega ao local do crime e confirma ter sido mais um ataque do “assassino do martelo”.


O pior é que o próximo crime, segundo o roteiro, é um massacre de dez pessoas , em um local descrito apenas como “beco dos casais”. Por causa da urgência do caso, o Dr. Yoon vai até o SNF, pedir apoio ao Dr. Lee Myeong-han.


Assim, o Dr. Lee Myeong-han e o Dr. Yoon realizam uma autópsia de emergência nas duas últimas vítimas do assassino do martelo, na tentativa de encontrar alguma pista sobre o autor dos crimes.


Enquanto isso a polícia interroga os funcionários da empresa de games, na tentativa de descobrir o provável cúmplice de Lee Ho-jin.


A Dra. Go Da-kyeong conversa com o especialista em perfis criminais do SNF, e a conclusão é de que o roteiro do game foi criado com base em experiências pessoais traumáticas do criminoso, como bullying na escola, no serviço militar, etc. Além disso, a Dra. Go fica sabendo que o suspeito, Lee Ho-jin, frequentou a mesma escola que ela e a irmã, na infância.


Com base em evidências coletadas durante as autópsias, os legistas do SNF concluem que o criminoso é destro, e que seu braço deve apresentar algum tipo de lesão, já que ele não teve força suficiente para dar os golpes de martelo em um ângulo muito elevado, como nas vezes anteriores.


O Dr. Yoon recorda-se de ter ouvido anteriormente um funcionário da empresa de games se queixandor de problemas no ombro. Ele avisa o Det. Choi, e os dois vão imediatamente até a empresa.


Ao mesmo tempo, a Dra. Go também consegue informações importantes sobre os suspeitos, através da diretora da sua antiga escola. A diretora se lembra bem de Lee Ho-jin ter ameaçado uma professora na época, e de que o rapaz tinha um único amigo, chamado Woo Jae-won.

A polícia e o Dr. Yoon seguem o funcionário da empresa de games, Woo Jae-won, até um centro de compras, onde ele pretendia cometer o massacre, seguindo o roteiro do jogo criado por seu amigo Lee Ho-jin. Felizmente, o Dr. Yoon e o Det. Choi chegam a tempo de impedir o crime.


No hospital, finalmente a promotora Jeong Woo-ji desperta, na presença do promotor chefe Choi.

Na delegacia de polícia, Woo Jae-won é interrogado e confessa ser o autor de todos os assassinatos do martelo, e isenta Lee Ho-jin de toda a culpa, dizendo que ele não sabia de absolutamente nada. É claro que a polícia não acredita em sua versão dos fatos. Entretanto, a promotora Jeong admite ter visto apenas Woo Jae-won no momento em que foi atacada.


Sendo assim, o promotor é obrigado a liberar Lee Ho-jin, mas pede que a polícia continue a vigiá-lo de perto.

Em casa, o Dr. Yoon recebe a visita inesperada de Kang Seo-yeon, a jovem suspeita de matar o ex-namorado, o cantor Seo Yoon-hyung. Ela faz uma ameaça implícita do perigo do legista insistir na investigação da morte de Seo Yoon-hyung.


A promotora Jeong telefona ao Dr. Yoon, para avisá-lo de que Lee Ho-jin foi liberado. A polícia segue no encalço do suspeito, mas ele consegue despistá-los. Na mesma noite, a Dra. Go Da-kyeong caminha pelos corredores vazios do SNF, quando dá de cara com o perigoso Lee Ho-jin.


Legendas em português, cortesia “Tea House and Cinema”
Link: http://bit.ly/1X5aQmm
Link para vídeo (raw) torrent: http://bit.ly/1H4jIAD

Observação importante: "Esse não é um site do tipo 'fansub'. Todas as legendas traduzidas por esse blog foram feitas para consumo pessoal (para encaminhar a amigos e familiares) e são divulgadas aqui como cortesia. Portanto, não serão aceitos pedidos (de títulos de dramas ou filmes), sugestões (de formato de vídeo, etc.) ou reclamações (sobre atrasos, formato de arquivos, etc.). Por favor, peço a sua consideração e respeito, pois muitas horas de lazer e descanso são perdidas na realização dessas traduções.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...