13 de dez de 2011

Novíssimos Dramas Coreanos (dezembro 2011)

O ano de 2011 chega ao final dando passagem a uma nova leva de dramas coreanos, e embora a essa altura a expectativa seja menor, algumas boas surpresas ainda podem surgir. Façam suas apostas!

Acompanhei os primeiros episódios de três novos dramas: Padam, Padam, Color of Woman e Fermentation Family.



1. Fermentation Family (ou Fermented Family, ou Kimchi Family), uma produção jTBC TV, tem como pano de fundo o tema da gastronomia, retratando uma família que administra um restaurante especializado em kimchi, no interior. O dono do restaurante é Lee Gi-chan (ator Kang Shin-il), um cozinheiro viúvo que tem duas filhas. A mais velha, que mora com ele e ajuda no restaurante, é Lee Woo-joo (Lee Min-yeong), uma jovem simples e extrovertida. A irmã mais nova é Lee Kang-san (Park Jin-hee) que trabalha como sub-chef de um restaurante chique em Seul. Depois de uma briga de família, o pai sai de casa e deixa as duas filhas sozinhas para cuidar dos negócios. Nesse meio tempo, surge um jovem misterioso, Gi Ho-tae (Song Il-gook), que está se escondendo de seu chefe mafioso. Com a ajuda do cozinheiro e antigo amigo da família Jo Mi-nam, e do rebelde (e belo) Gi Ho-tae as garotas vão tentar manter intactas as tradições culinárias da família Lee.

Um drama que eu estava esperando muito para ver, especialmente pela presença de Park Jin-hee (do drama The Woman Who Still Wants to Marry, e do filme Lost and Found) uma atriz maravilhosa, e que sempre está envolvida em produções de qualidade. E tem também o ator Song Il-gook que trabalhou em dramas como Detectives in Trouble (2011), Land of Wind (2008), e Jumong (2006). O primeiro episódio é um tanto irregular, principalmente na edição, mas também na direção (as cenas de luta dos mafiosos destoam muito das demais cenas bucólicas do interior).


Os pontos positivos são o bom elenco e, talvez o mais importante, a boa química entre o casal principal. O segundo episódio já foi bem melhor, muitos segredos do passado do gangster Gi Ho-tae já são revelados, e os personagens parecem se entrosar naturalmente. Aliás, o episódio termina com uma belíssima cena das irmãs Lee cantando juntas. Comovente.


2. Color of Woman (produção Channel A), é uma comédia romântica sobre duas amigas muito diferentes, que acabam trabalhando na mesma empresa de cosméticos. Byeon So-ra (atriz Yoon Soy) é uma jovem completamente ‘geek’, que só pensa nos estudos e é muito azarada no amor. Já a amiga e colega de quarto Wang Jin-joo (Lee Soo-kyeong) é o extremo oposto, mais preocupada com a aparência pessoal e em seduzir todos os homens bonitos que aparecem na sua frente. As duas passam a disputar o interesse do herdeiro da firma de cosméticos, Yoon Joon-soo. Mas o que Wang Jin-joo não sabe, é que a amiga So-ra e o belo Joon-soo tiveram um romance no passado, que deixou muitas cicatrizes para ambos.



Color of Woman é uma comédia divertida, mas satisfaz tanto quanto um algodão doce. É difícil dizer se a estória vai se sustentar, ou não, ao longo dos episódios. A boa surpresa é a presença da atriz Yoon Soy, que teve uma excelente estréia, no ano de 2003, em um de meus filmes coreanos favoritos, Arahan (em DVD no Brail). Já Lee Soo-kyeong (Lawyers of Korea, 2008) me parece estar dando um passo atrás na carreira com esse papel tão insípido de ‘garota sexy e burra’. Vamos torcer para que o personagem tenha chance de evoluir. Vou dar mais uma chance ao drama mais pela presença do charmoso Jae Hee, que vi pela primeira vez no filme Art of Fighting (2005, em DVD no Brasil). O ‘chaebol’ Yoon Joon-soo é um personagem interessante, meio ‘nerd’, e um senso de humor que o torna muito atraente.




3. Padam, Padam... The Sound of His and Her Heartbeats (produção jTBC TV), dos três dramas aqui mencionados, certamente o mais esperado, principalmente pelo elenco estelar encabeçado pelo carismático Jeong Woo-seong. O título longo e empolado do drama (‘padam’ quer dizer ‘bater’ em francês – como em ‘batidas do coração’) faz jus à sua grande produção. Mais uma série da TV a cabo coreana de acabamento impecável, começando pela direção, passando pela belíssima fotografia, e fechando com um roteiro de impacto.


Um melodrama que narra, em forma de fantasia ficcional, a vida de um homem, Yang Kang-chil (Jeong Woo-seong) que cumpre uma longa pena na cadeia por um crime que não cometeu. Ao receber dois dias de liberdade condicional, seu destino tem uma reviravolta ao conhecer a jovem veterinária Jeong Jina. Com a ajuda do colega de cela Lee Gook-soo (Kim Beon), que se proclama ‘anjo da guarda’ Kang-chil partirá em busca de uma segunda chance na vida. Os pontos positivos do drama, como já comentado, estão na qualidade da produção e principalmente na atuação brilhante de Jeong Woo-seong. Mas o que pode afastar, na mesma proporção que atrair muitos espectadores é tom extremamente pesado desse drama. Fiquei com a impressão que Padam, Padam poderia ter rendido um belíssimo filme, mas que talvez, como drama, faça os nossos corações baterem mais do que possam suportar.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...