14 de abr de 2016

Dame na Watashi ni Koishite Kudasai (drama, 2016)


País: Japão
Gênero: Comédia, Romance
Formato: Renzoku
Duração: 10
Produção: TBS TV


Direção: Kawai Hayato, Fukuda Ryosuke, Tsukikawa Sho
Roteiro: Yoshizawa Tomoko, baseado no mangá de Nakahara Aya

Elenco: Fukada Kyoko, Dean Fujioka, Miura Shohei, Nonami Maho, Ishiguro Hideo, Mimura.

Resumo

Solteira, desempregada, aos 30 anos de idade, Michiko é uma mulher desesperada, mas sem noção de como fazer para se encaixar na sociedade japonesa... Até reencontrar um antigo chefe, Kurosawa Ayumu, que lhe oferece casa, comida, e uma perspectiva de encontrar o amor verdadeiro...


Comentário

Dame na Watashi ni Koishite Kudasai  é uma adaptação do mangá homônimo de Nakahara Aya (Lovely Complex, Seishun no Tamago). Yoshizawa Tomoko faz um ótimo trabalho preservando o humor esperto e a malícia típica dos quadrinhos japoneses, mas também dando um toque agridoce ao mundo habitado pela simpática e atrapalhada Shibata Michiko.


Michiko (Fukada Kyoko) já passou dos 30, mas ainda se comporta como uma adolescente sonhadora e inconsequente. Apesar de viver sozinha em Tóquio (sua família administra um templo budista no interior), Michiko está desempregada e ainda sustenta os luxos de um jovem ídolo pop por quem se apaixonou perdidamente. Custa muito a Michiko se dar conta de que o rapaz a está explorando, sem o mínimo interesse amoroso. 



Com o coração partido, e sem um tostão no bolso, Michiko encontra por acaso seu antigo chefe, Kurosawa Ayumu (Dean Fujioka). Depois de flagrá-la numa situação humilhante, catando uma lata de comida para gatos no chão de uma praça, Kurosawa a contrata para trabalhar em seu novo empreendimento, um pequeno restaurante de bairro, batizado de Himawari. 


Ao descobrir que Michiko contraiu uma dívida para ajudar o namoradinho gigolô, Kurosawa a repreende rispidamente, mas novamente parte em seu resgate, emprestando dinheiro e deixando que ela more no segundo piso do restaurante. Apesar de seu jeito brusco e de poucos sorrisos, Kurosawa conquista aos poucos a simpatia de Michiko, por acolhê-la de braços abertos, agindo como um verdadeiro mentor para ela.

Convivendo intimamente com Kurosawa ela também descobre muitas facetas intrigantes do belo chefe, como ele ter sido um rebelde na juventude, ou ser apaixonado pela culinária. Ao largar o emprego de diretor de empresa para abrir um restaurante, Kurosawa acaba rompendo com a namorada de sete anos, Ikushima Akira (Nonami Maho). 


E para desgosto de Kurosawa, Michiko torna-se amiga e confidente de Akira. Akira é uma mulher forte e independente, e enquanto lamenta amargamente a perda do namorado, confessa a Michiko que o rapaz pode estar apaixonado por outra mulher, há muito tempo. Quem seria está pessoa? Haruko (Mimura), dona de uma floricultura que fornece plantas para o restaurante Himawari, é a viúva do irmão de Kurosawa. Michiko começa a suspeitar que Haruko seja o antigo amor de Kurosawa, e trata de incentivá-lo a declaras-se de uma vez para a cunhada.


Com o incentivo de Kurosawa, Michiko arruma um emprego de secretária em uma empresa, onde ela conhece o jovem Mogami Daichi (Miura Shohei). Daichi é um jovem executivo dedicado ao trabalho, e seu charme e simpatia logo conquistam a romântica Michiko. O rapaz sente ciúmes do chefe bonitão de Michiko, e embora ela negue a existência de qualquer sentimento romântico de sua parte por Kurosawa, aos poucos as coisas vão mudando. Ao morar e compartilhar suas pequenas preocupações diárias com Kurosawa, Michiko começa a vê-lo com novas luzes e percebe o grande homem que ele é...


Dame na Watashi ni Koishite Kudasai é um drama tão agradável, que mesmo seus pequenos defeitos devem ser perdoados. Apesar do tom por vezes antiquado, o humor delicado do drama é superior, e seus personagens são todos igualmente simpáticos. Aliás, este foi o aspecto que mais me agradou no drama: a ausência de vilões, ou personagens com segundas intenções. É muito satisfatório ver personagens, especialmente os secundários femininos, tendo voz para expressar seus sentimentos, e crescendo junto na trama. 


Ikushima Akira é o exemplo clássico da mulher bem sucedida profissionalmente, mas que sofre para encontrar o amor, à medida que o tempo passa. Nonami Maho (Gakkou no Kaidan) encarna com paixão e irreverência este personagem tão humano e divertido.

Miura Shohei (Hungry!, e Hanakimi 2011) é um ator que traz sempre ternura e honestidade aos seus papéis, e não foi diferente ao interpretar Mogami Daichi, o interesse romântico de Michiko.


Como eu não estava familiarizada com boa parte do elenco foi um prazer adicional conhecer atores tão interessantes, especialmente Dean Fujioka, perfeito no papel do sexy Kurosawa Ayumu. Aos 35 anos, Fujioka possui um currículo curto, mas diversificado, com passagens pelos EUA, Hong Kong, onde começou sua carreira de modelo e ator (August Story), e que o trouxe de volta ao Japão, onde dirigiu um filme baseado em fatos reais, I am Ichihashi - Journal of a Murderer. Um ator que pretendo acompanhar com muito interesse de agora em diante.


Mas quem surpreende mais neste drama é Fukada Kyoko, com seus 33 anos, e rosto de garotinha, e uma longa carreira no cinema (Samurai Hustle) e na TV (Second Love). Fukada é responsável por dar vida a este ser tão complexo que é Shibata Michiko. Ingênua, autêntica, romântica e absurdamente faminta! Sua fome por carne é uma bela metáfora sobre a fome de viver, de amar, de ser um ente completo e feliz... E nada melhor que um cozinheiro para “matar” esta fome de viver, em grandes bocados! Uma comédia deliciosa, sensível, que emociona mais pelos pequenos gestos, do que por eventos épicos.

9 comentários:

  1. Anônimo2:17 PM

    Olá :)

    Por onde vc viu? Procurei no Viki e no DramaFever e ainda não está disponível (tenho preferido ver os dramas pelos app no celular). Viu em inglês?

    Algo na sinopse me fez lembrar de outro j-drama, que eu amo: Rich Man, Poor Woman. Já viu? Ele é um pouco antigo, mas gosto tanto! Às vezes quando tô naquela ressaca doramatica e dá vontade de rever algum queridinho, recorro a ele. Gosto dos j-dramas por serem mais curtinhos e mais "sinceros" com suas histórias e personagens. Mas, confesso, sou uma vendida dos k-dramas.

    Fiquei interessada nesse. Vou tentar procurar em algum outro site gringo online.

    AnônimA :)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Anônima,

      sim, eu vi Rich Man...e é uma delícia mesmo, sou fã do elenco!

      Se vc quiser ver Dame na Watashi ni Koishite Kudasai vai ter de fazer um pequeno esforço e baixar, por ex., no asia-team.net, que faz um trabalho impecável na tradução em espanhol. Mas vale muito a pena, viu?!

      abraços,
      Sam.

      Excluir
    2. Anônimo11:03 PM

      Eu achei num site online, yupi! \o/ se fosse legendado em inglês, eu até baixaria. Fiz espanhol e é até um idioma próximo do nosso, mas não sei o que acontece. Na hora de ver algo legendado em espanhol, não flui comigo. Acho que é costume de só ler coisa em inglês, desde muito nova, que já virou algo natural, sabe? E o mesmo não acontece com o espanhol. Uma pena :/ MAS, achei e vou conferir agora mesmo! :D

      Eu estou acompanhando The Princess's Man, já viu? Tá sendo meu primeiro surto de época, tô achando tudo maravilhoso, em especial a OST ♡ Como essa semana tá sendo bem pesada, a mente tá precisando de algo mais leve. Por isso fugi um pouco da trama conspiratória. Hehe

      Vou lá conferir e espero voltar pra dizer o que achei :)

      AnônimA :)

      Excluir
    3. Oi Anônima,
      sim, que bom que vc pode ler em inglês, pois há muito mais alternativas em legendas nesta língua... Pode baixar o drama em asia-team, e as legendas em inglês no subscene.

      Não vi Princess´s Man, mas gostaria muito de ler sua opinião sobre o drama, ok?

      abraços,
      Sam.

      Excluir
  2. Anônimo8:17 AM

    Sam! Comentário completamente aleatório, mas vc tá acompanhano DramaWorld?! Só vi 2 eps até agora, mas, gente! Que ideia genial! Tô adorando :D

    AnônimA :)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ainda não tive tempo de ver, mas achei a ideia interessante - parece inspirada na série inglesa "Lost in Austen", conhece?
      Obrigada pela dica, vou conferir!

      Excluir
    2. Anônimo12:21 AM

      Tá muito legal, de verdade. É uma sátira, porém respeitosa, sabe? Tá bem divertida a maneira de tirar sarro dos clichês :D

      Não conheço essa série, conheço bem pouco de séries inglesas, na verdade. Acho que a única que realmente lembro de ter acompanhado foi Dowton Abbey, uma queridinha por mim ♡

      Espero poder ler sua resenha sobre DramaWorld. Porque mesmo com todo o humor, há uma certa cutucada nas verdades "ocultas" desse mundo doramatico. Em especial, o coreano. E vc costuma ter um ponto de vista mais amplo ;)

      AnônimA :)

      Excluir
  3. Anônimo10:21 PM

    Vc saberia me informar se algum fansub legendou ele em português? Fiquei com vontade de assistir.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá,
      desculpe mas só sei que há legendas em inglês e espanhol. Tente pesquisar e talvez dê sorte!

      abraços,
      Sam.

      Excluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...