3 de jun de 2016

The Beauty Inside (filme, 2015)


País: Coréia do Sul
Gênero: Drama, Romance, Fantasia
Duração: 127 min.

Direção: Baek Jong-yeol
Roteiro: Kim Seon-jeong, Park Jeong-ye

Elenco: Han Hyo-joo, Lee Dong-hwi, Kim Dae-myung, Lee Beom-soo, Kim Sang-ho, Ko Ah-sung, Seo Kang-joon, Kim Hee-won, Lee Dong-wook, Kim Joo-hyeok, Do Ji-han, Juri Ueno, Park Seo-joon, Yoo Yeon-seok, Lee Hyeon-woo, Park Shin-hye.

Resumo

A fantástica estória de Woo-jin, um homem que acorda a cada dia no corpo de uma pessoa diferente, e de como ele irá lutar para conquistar o amor de Yi-Soo.

Comentário

O produtor de cinema Baek Jong-yeol (Old Boy, Voice of a Murderer) encara seu primeiro desafio como diretor, com o drama romântico The Beauty Inside. O roteiro é assinado a quatro mãos por Kim Seon-jeong (Love Me Not, 200 Pounds Beauty, Take Off) e Park Jeong-ye (Mama, 2011).

The Beauty Inside bebe da fonte da literatura fantástica, evocando contos conhecidos, como A Bela e a Fera, ou O Retrato de Dorian Gray (Oscar Wilde), e até mesmo as estórias de vampiros (nas referências à imortalidade). Woo-jin sofre de uma estranha condição, que começou a manifestar-se na adolescência, quando, ao acordar, certo dia, ele não reconhece as próprias feições no espelho. A partir daí, o evento passa a repetir-se, e ele nunca mais volta a encarnar seu corpo original. A condição bizarra faz com que o rapaz praticamente se isole do mundo. As únicas pessoas que conhecem o segredo de Woo-jin são sua mãe (atriz Moon Sook) e seu amigo Sang-baek (Lee Dong-hwi, de Answer Me 1988). Os anos se passam, e, apesar da “maldição” persistir, Woo-jin ao menos é bem sucedido profissionalmente, com seu atelier de móveis exclusivos e personalizados. Seu parceiro Sang-baek o ajuda na empresa, encarregando-se de lidar com os clientes e fornecedores. Um dos únicos prazeres de Woo-jin é ir até uma grande loja de móveis, para apreciar as obras de marcenaria à venda. Até que um dia ele conhece uma nova vendedora do lugar, a bela Hong Yi-soo (Han Hyo-joo), e se apaixona à primeira vista. Certa manhã, Woo-jin acorda com a aparência que considera a ideal para atrair a atenção de Yi-soo...



... “As pessoas dizem que a verdadeira beleza está no interior, mas a primeira impressão também é importante”. Assim, na pele de um alto e belo rapaz (Park Seo-joon, de She Was Beautiful), Woo-jin parte apressadamente ao encontro de Yi-soo. Ele a convida para jantar, e a leva até sua fábrica de móveis, sem revelar ser o dono do lugar. O problema é como encontrá-la uma segunda vez, sendo que no dia seguinte ele pode acordar como uma mulher japonesa (Juri Ueno, de Nodame Cantabile), como um senhor calvo (Kim Sang-ho, de TEN), ou, se tiver muita sorte, como Lee Dong-wook (Scent of a Woman), ou Kim Joo-hyeok (When Romance Meets Destiny).



The Beauty Inside levanta muitas questões importantes sobre os mistérios e a complexidade intrínseca das paixões humanas. Será que somos seres naturalmente egoístas e solitários, sempre em busca de um ideal de beleza inatingível? Dizem que para os homens a aparência é muito mais importante, ao menos à primeira vista... Mas nos dias de hoje, quando a juventude e aparência saudável contam mais que o espírito, homens e mulheres parecem viver eternamente frustrados. Talvez nossos complexos pessoais se vejam refletidos nesta obcessão com a busca do belo, nas pessoas e nos objetos.



The Beauty Inside me fez lembrar outro filme do mesmo gênero, Eternal Sunshine of the Spotless Mind, por sua forma original e envolvente de falar sobre o amor. O grande problema de The Beauty Inside é que o diretor perdeu-se um pouco, deslumbrado com a possibilidade de inserir um elenco tão espetacular em um único filme (se Robert Altman estivesse vivo, ficaria com inveja). O filme se beneficiaria enormemente de uma edição mais ágil e enxuta. Claro que, para quem conhece e admira o cinema coreano, é um prazer muito especial se deparar com um rosto conhecido a cada nova cena. Ninguém quer reclamar por pagar um único ingresso para ver ao mesmo tempo atores queridos como Lee Beom-soo (Last), Seo Kang-joon (Cheese in the Trap), Yoo Yeon-seok (Mood of the Day), ou Lee Jin-wook (Goodbye Mr Black). Que pesem suas fragilidades, o filme conta com atuações brilhantes, especialmente de Hong Yi-soo (Always, Love 911, Cold Eyes) a grande protagonista de The Beauty Inside, e um dos melhores motivos para conferir esta produção. The Beauty Inside nos deixa como este questionamento, talvez impossível de responder: a beleza motiva o amor, ou o amor nos impulsiona a ver um mundo mais bonito?

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...