15 de jun de 2015

Unkind Women (drama, 2015)


País: Coréia do Sul
Gênero: Drama
Duração: 24 episódios
Produção: KBS2 TV

Direção: Yoo Hyun-ki
Roteiro: Kim In-young

Elenco: Kim Hye-ja, Chae Si-ra, Do Ji-won, Lee Ha-na, Lee Soon-jae, Jang Mi-hee, Seo Yi-sook, Kim Ji-seok, Song Jae-rim, Son Chang-min, Lee Mi-do, Kim Hye-eun, Park Hyuk-kwon, Choi Jung-woo

Resumo

Três gerações de mulheres que vivem na mesma casa, e compartilham suas alegrias e sofrimentos.

Comentário

Apesar do título provocativo, Unkind Women, não nos decepciona ao apresentar um grupo de mulheres de caráter indomável, mas também de grande coração. E é com uma mistura de prazer e estupefação que acompanhamos as peripécias destas mulheres tão especiais. Tudo gira em torno da matriarca, Kang Soon-ok (Kim Hye-ja), uma senhora de aparência frágil, mas que é uma verdadeira leoa. Kang Soon-ok é uma mulher batalhadora, que enviuvou cedo, e teve de se virar para sustentar as duas filhas adolescentes. Em sua preciosa casa antiga, ela faz pratos deliciosos e oferece um disputado curso de culinária típica coreana. 


Kim Hyun-sook (Chae Si-ra), a filha mais nova, e a neta, Jung Ma-ri (Lee Ha-na, King of High School) também moram no casarão da matriarca. A filha mais velha, Kim Hyun-jung (Do Ji-won, de Healer) trabalha numa estação de TV, como âncora de noticiários, e, em grande parte por seu caráter forte, nunca se casou ou teve um relacionamento amoroso sério. Sua irmã caçula, Hyun-sook, por outro lado, casou-se muito jovem, e abandonou os estudos para criar a filha Ma-ri. Separada do marido, seu antigo tutor escolar Jung Goo-min (Park Hyuk-kwon, de Punch, The Producers), ela não consegue superar os traumas de uma juventude conflituosa (a perda do pai e a expulsão do colégio). Sua única alegria é a filha Ma-ri, uma jovem estudiosa e obediente. Complexada e insegura, Hyun-sook age como uma adolescente rebelde, e vive causando problemas para a família. Aflita por tentar ajudar financeiramente a mãe, ela investe as economias da velha, mas acaba perdendo tudo. Envergonhada, Hyun-sook foge para o litoral, e acaba sendo acolhida por uma mulher muito rica, que demonstra um interesse incomum em ajudá-la. Acontece que esta mulher, Jang Mo-ran (Jang Mi-hee, de Rosy Lovers) tem uma ligação antiga e trágica com os pais de Hyun-sook.

Jung Ma-ri é uma dedicada professora assistente em uma universidade de Seul. Seu sonho é ser contratada como professora titular, mas ela se envolve numa confusão, ao aparecer numa reportagem de TV mal editada, e acaba sendo demitida. O responsável involuntário é o repórter Lee Doo-jin (Kim Ji-seok, de Chuno), que, para reparar o erro, consegue um trabalho temporário para Ma-ri em um programa de TV. Os dois acabam ficando amigos, e Lee Doo-jin se encanta cada vez mais com a inteligência e simpatia de Ma-ri. Acontece que a mãe de Lee Doo-jin é Na Hyun-ae (Seo Yi-sook, de You´re All Surrounded), a professora que perseguiu e fez com que a mãe de Ma-ri fosse expulsa da escola no passado.


Apesar da presença do repórter Doo-jin, Ma-ri acaba se rendendo aos encantos do mestre de kendô Lee Roo-o (Song Jae-rim, de Surplus Princess). Mas não vai ser fácil Ma-ri convencer sua família de que Roo-o é um bom partido para ela, ainda mais quando for revelado o histórico familiar do rapaz.

Sim, as coincidências seguem na trama e, no final das contas, quase todos os personagens se relacionam de alguma forma, seja no presente ou no passado. Mesmo assim, a roteirista consegue desencadear estes encontros e desencontros de forma muito fluida e sensível, e este certamente é um dos grandes méritos do drama. Os 24 episódios de Unkind Women são repletos de eventos emocionantes, e seus personagens são tão simpáticos, que é difícil não lamentar que o drama não pudesse se prolongar por mais alguns capítulos. Aliás, Kim In-young tem se revelado uma roteirista de grande talento, inclusive para o drama épico, com o atual Hwajung (Splendid Politics), uma trama com aventura, história e romance na medida certa. Outro drama da autora que está entre os meus favoritos é Still, Marry Me (2010), com Kim Beom.

Além do excelente roteiro, Unkind Women conta com um PD de primeira, Yoo Hyun-ki (My Daughter Seo-yeong, Brain), com sua direção sempre elegante e segura.


Agora, um espetáculo mesmo são as atuações, especialmente da veterana Kim Hye-ja, como a matriarca Kang Soon-ok. Outro papel marcante da atriz foi o de imperatriz no drama Princess Hours, mas foi no filme Mother, do diretor Bong Joon-ho, que Kim Hye-ja teve sua interpretação mais inesquecível. Outra que impressiona pelo comprometimento com o personagem é Chae Si-ra (The Iron Empress), que se entrega de corpo e alma, sem medo de parecer ‘feia’ ou patética, como a imatura Hyun-sook. No começo, é difícil para o espectador gostar de Hyun-sook, mas o personagem vai crescendo até se tornar o foco central da trama, e com total merecimento. Jang Mi-hee também encanta, como a frágil e bela Jang Mo-ran, e com seu tumultuado, mas divertido relacionamento com a rival Kang Soon-ok.


O elenco masculino não fica atrás em termos de qualidade, embora os homens, nesta estória, não tenham muita chance de se impor diante de mulheres de caráter tão indomável. Temos o veterano ator de TV e cinema Lee Soon-jae (Beethoven Virus), como o velho Kim Chul-hee, um homem que paga caro por seus erros do passado. Son Chang-min (Pride and Prejudice, Cruel City), esbanja charme e simpatia, como o editor Lee Moon-hak. E finalmente, Choi Jung-woo (Doctor Stranger), como o bondoso ex-professor de Hyun-sook, Han Choong-gil.


O que mais me tocou neste drama foi o enfoque muito delicado e sincero sobre o valor da mulher na união familiar. Não é o mundo que a maioria das mulheres sonha viver, muito pelo contrário, mas quantas delas são desafiadas pelo destino a manter suas famílias sozinhas... A senhora Kang Soon-ok e suas filhas são um exemplo fantástico de mulheres que souberam trilhar seu caminho, graças ao inabalável poder do amor feminino.

2 comentários:

  1. Olá! Pode me dizer como ou onde consigo fazer o download? Muito obrigada

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Liliane,

      eu costumo acessar sites como doramax264, ou asia-team (que oferece legendas em espanhol de alta qualidade), mas não posso garantir que haja links válidos para download.

      abraços,
      Sam.

      Excluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...