6 de fev de 2015

Mister Baek (drama, 2014)


País: Coréia do Sul
Gênero: drama, comédia, fantasia, romance
Duração: 16 episódios
Produção: MBC

Direção: Lee Sang-yeob
Roteiro: Choi Yoon-jung

Elenco: Shin Ha-kyoon, Jang Na Ra, Lee Joon, Park Ye-jin.

Resumo

Choi Go-bong é um legítimo sovina, interessado apenas em aumentar seu império de negócios. O empresário setentão, viúvo, nunca deu atenção ao único filho, Dae-han, que, por sua vez, leva uma vida despreocupada de playboy. Mas tudo muda quando Choi Go-bong sofre um acidente de carro bizarro e, no dia seguinte, acorda rejuvenescido, com 35 anos de idade.

Comentário

Mister Baek (ou Mr Back) é uma releitura moderna do romance clássico Um conto de Natal, de Charles Dickens. Como na estória do avarento de Dickens, o empresário Choi Go-bong (Shin Ha-kyoon ) é um homem ganancioso, egoísta, que se importa apenas com o sucesso de seus negócios. Viúvo, Choi Go-bong tem um único filho, o jovem Dae-han (Lee Joon), que não dá a mínima para o império hoteleiro do pai, e vive como um típico playboy. Dae-han não é uma má pessoa, só é um jovem sem objetivos na vida, que se comporta como um adolescente rebelde, na tentativa chamar a atenção do pai ausente. Se o filho não se interessa pelos negócios da família, os irmãos de Choi Go-bong, Choi Mi-hye (Jo Mi-ryung) e Choi Young-dal (Jun Gook-hwan), e a cunhada Lee In-ja (Hwang Young-hee) têm interesse até demais na fortuna do empresário. O desprezo com que Choi Go-bong trata os parentes só os torna ainda mais ambiciosos e sorrateiros. Apesar de Choi Go-bong ter construído sua fortuna sozinho, do nada, os parentes tramam um golpe para tentar usurpar seu posto de CEO da rede de hotéis.

Esta é a vida de Choi Go-bong, alienado do filho e único herdeiro, odiado pelos irmãos e temido por seus funcionários. O destino do velho avarento começa a mudar no dia em que ele vai visitar um de seus hotéis, onde está ocorrendo um evento beneficente para idosos. Choi Go-bong é confundido com um dos velhinhos carentes por Eun Ha-soo (Jang Na Ra), uma jovem inteligente e esforçada, mas que não tem sorte de conseguir um emprego estável. Depois do trabalho temporário neste evento, ela finalmente é contratada pelo hotel principal da rede de Choi Ga-bong, em Seul.

Mas o encontro crucial entre Choi Ga-bong e Eun Ha-soo será em um acidente bizarro, no qual seus respectivos carros são engolidos por uma grande cratera formada pela queda de um meteorito. Ambos sobrevivem, mas, no dia seguinte, o empresário acorda em sua cama, sentindo-se estranho, e, ao mirar-se no espelho, percebe que sua aparência mudou drasticamente. Magicamente, Choi Ga-bong voltou a ter um corpo de trinta e poucos anos (embora sua mente continue a ter setenta anos). Apavorado com a situação, mas ao mesmo tempo contemplando a oportunidade de vingar-se dos parentes traidores, ele simula a própria morte e ressurge como Choi Shin-hyung.

Tanto o diretor, Lee Sang Yeob (King's Daughter, Soo Baek Hyang) como a roteirista, Choi Yoon-jung (Emergency Couple, The Empress, Lie to Me) não são conhecidos por grandes trabalhos na TV. Na verdade a direção é razoavelmente competente, e os atores estão confortáveis em seus papéis – sinceramente, a energia de Shin Ha-kyoon parece contagiar os demais atores, especialmente Jang Na Ra e Lee Joon. O roteiro de Mister Baek é baseado no romance Oldeumaen de Lee Jo-Young, e, como não conheço o original, não há como saber até que ponto o material foi alterado, para melhor ou pior. A premissa, embora pouco original, é interessante e, nas mãos de um roteirista mais experiente e ousado, poderia ter resultado num grande drama.

Apesar das fraquezas do roteiro, Mister Baek merece a atenção dos fãs de Shin Ha-kyoon e Jang Na Ra. Shin Ha-kyoon, ator experiente de cinema, teatro e, nos últimos anos, de TV (Brain, All About My Romance), não perde a oportunidade de explorar todas as possibilidades como ator, interpretando, primeiro, o velho rabugento Choi Go-bong, e em seguida, o mesmo velho, na pele do jovem Shin-hyung. Não pense ser uma tarefa fácil, encarnar um personagem dentro do próprio corpo mais jovem. É com surpresa e encantamento que o espectador acompanha a transformação emocional deste personagem, de velho sovina, a um homem maduro e apaixonado. É o amor puro e terno de Eun Ha-soo que irá desencadear todas as mudanças na vida de Shin-hyung, inclusive sua reaproximação com o filho, Dae-han. Aliás, o relacionamento pai-filho entre Shin-hyung (ou Go-bong) e Dae-han é comovente e ao mesmo tempo divertido, e poderia ter sido muito melhor explorado. Foi um alívio ver que Lee Joon pôde se descolar do papel marcante do psicopata de Gap Dong. Ele provou ter um ótimo timing para comédia, só lhe falta um pouco mais de experiência na profissão.

O grande problema do roteiro foi exatamente perder muito tempo com as tramoias dos parentes de Choi Go-bong, e de outros personagens pouco interessantes, como a secretária Hong Ji-yoon ( a insossa Park Ye-jin) e o suposto homem de confiança de Go-bong, Jung Yi-gun (Jung Suk-won, ator simpático, mas muito apagado neste papel).

Apesar de Jang Na Ra ter formado um par romântico divertido e muito elogiado com Jang Hyuk, recentemente, em Fated to Love You, me surpreendi agradavelmente com a naturalidade e intimidade com que interagiu com Shin Ha-kyoon. Pela primeira vez vi a atriz, que deixa transparecer sua personalidade tímida e introvertida na maioria dos papéis, muito mais confortável e espontânea no contato físico com seu par romântico. Acho que Jang Na Ra encontrou o tipo de homem que pode despertar nela um lado pessoal e profissional mais espontâneo. Até mesmo sua voz como cantora está mais suave (e menos infantil) na faixa que gravou para a trilha sonora do drama.

Uma estória de amor bem contada sempre vale a pena ser apreciada, e, ao menos neste ponto, Mister Baek foi um drama muito bem sucedido.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...