15 de out de 2014

The Long Goodbye (drama, 2014)


País: Japão
Gênero: Policial Noir, Drama
Duração: 5 episódios
Produção: NHK

Direção: Horikirizono Kentaro
Roteiro: Watanabe Aya, baseado no romance de Raymond Chandler

Elenco: Asano Tadanobu, Ayano Go, Koyuki, Furuta Arata, Tominaga Ai, Ota Rina, Takito KenichiHoribe Keisuke, Takahashi Tsutomi, Taguchi Tomorowo, Izumisawa YuukiYoshida Kotaro, Endo Kenichi, Emoto Akira.

Resumo

Na Tóquio dos anos 50, Harada Tamotsu é suspeito de matar sua esposa, a famosa atriz Harada Shizuka, filha de um poderoso empresário das telecomunicações, e político em ascensão. Mas o detetive particular Masuzawa Banji acredita na inocência de Tamotsu, ajuda o rapaz a fugir para Taiwan, e passa a investigar o caso.

Comentário

Raymond Chandler foi um dos fundadores da literatura policia noir, que floresceu nos EUA pós-depressão. Seus romances estão repletos de personagens do submundo do crime, policiais corruptos, detetives particulares espertos (como o famoso Philip Marlowe), e gente da alta sociedade, que paga caro para manter-se acima da lei. E apesar de ser um dos maiores escritores de todos os tempos, sua obra não teve, até hoje, adaptações cinematográficas ou televisivas a sua altura. Por isso mesmo, foi com grande curiosidade e expectativa que me deparei com esta adaptação japonesa para o romance “O Longo Adeus” (1953), uma obra prima da curta carreira de escritor de Raymond Chandler. E, felizmente, o resultado foi melhor do que o esperado.

O Japão enfrentou a crise financeira e as consequências nefastas da Segunda Guerra, tanto ou mais que a América, e, sendo assim, não foi nada estranho transportar o cenário decadente dos romances de Chandler de Los Angeles para Tóquio. Nesta versão, o detetive Philip Marlowe se tranforma no não menos adorável Masuzawa Banji, interpretado pelo fantástico Asano Tadanobu.

A trama é clássica, mas não esqueça de que tudo que veio depois de Raymond Chandler e Dashiell Hammett não passa de uma imitação pálida do gênero. O detetive Masuzawa Banji (Asano Tadanobu) tem um escritório modesto, no segundo andar de um posto de gasolina, onde atende seus clientes, enquanto fuma muitos cigarros, e bebe uma deliciosa xícara de café moído na hora. A sua renda é mínima, mas ele não parece se incomodar com a vida simples que leva. Até o dia em que, obviamente, um caso complicado bate à sua porta. Banji-san acolhe por uma noite Harada Tamotsu (Ayano Go), o marido recém-abandonado de uma atriz famosa, Harada Shizuka (Ota Rina), alvo preferido dos paparazzi, por seus frequentes escândalos amorosos. O rapaz volta a procurar o detetive e os dois saem ocasionalmente para beber, e conversar sobre amenidades. Até que uma noite o rapaz aparece ensanguentado, relatando ter encontrado sua esposa morta. A partir deste momento, o detetive irá se deparar com uma face da sociedade que deveria ser a mais nobre e sofisticada, mas que na realidade está corrompida pela mais pura maldade. O mais surpreendente e excitante na obra de Raymond Chandler, em minha opinião, é a sua capacidade de expor a mais profunda decadência humana, na forma da violência e da corrupção, e ao mesmo tempo confrontar estes males sociais com personagens irremediavelmente bons, como o detetive Marlowe.

Não sei dizer se o público que não conhece a obra de Chandler irá se encantar tanto com este mini-drama, mas tenho a esperança de que ainda haja gente que se interesse por uma boa estória, e por personagens maravilhosos (mesmo que antiquados) como Masuzawa/Marlowe, em seu longo e último adeus.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...