15 de mai de 2013

Special Affairs Team TEN (drama, 2011)



País de origem: Coréia do Sul
Gênero: Policial, Thriller
Produção: OCN TV
Duração: 10 episódios

Direção: Lee Seung-yeong
Roteiro: Kim Yoo-joon, Lee Jae-gon, Nam Sang-wook

Elenco: Joo Sang-wook, Jo An, Kim Sang-ho, Choi Woo-sik

Resumo

Uma unidade especial de polícia chamada TEN é designada para investigar assassinatos violentos de difícil resolução. Um ex-policial, e agora professor, Yeo Ji-Hoon é chamado para liderar a equipe. Ele recruta Nam Ye-Ri , uma jovem que possui um poder perceptivo excepcional, Park Min-Ho, um policial novato mas inteligente e dedicado e, finalmente, Baek Do-Sik, detetive com 24 anos de carreira. Juntos eles formam uma equipe imbatível no combate ao crime.

Comentário

Aqueles que acompanharam o drama policial Special Affairs Team TEN em sua estreia, em 2011, tiveram de amargar quase dois anos para poder ver a segunda temporada e (esperamos) a resolução do crime que ocupou o centro da trama. Sendo assim, melhor para quem puder assistir agora os episódios da primeira temporada – ou o que podemos chamar de primeiro ato do drama – e seguir com a segunda parte, atualmente em exibição no canal OCN.

Special Affairs Team TEN é um drama psicológico, uma estória que fala de obsessão, culpa e loucura, disfarçada de série policial. Muitos fãs de estórias policiais tradicionais podem se sentir enganados ao assistir TEN. Mas a surpresa por detrás deste drama tão bem produzido é das melhores. Os crimes complexos, os quebra-cabeças que tanto agradam às mentes brilhantes dos detetives, certamente estão presentes... Mas aqui, o foco principal são os quatro detetives que compõe a equipe TEN. A cada episódio desvendamos um pouco mais sobre a personalidade e o caráter destas pessoas tão especiais. É interessante observar que quanto mais carinho o escritor tem por seus personagens, maior é a chance de que o leitor, ou espectador, também se deixe conquistar por eles, ao ponto de acreditar que os mesmos são reais.

Comecemos pelo chefe da equipe, Yeo Ji-Hoon (o absurdamente sexy Joo Sang-wook, de The Thorn Birds), que há sete anos era um detetive conhecido por sua capacidade de resolver os crimes mais complicados do país. Os colegas costumavam dizer que ele era “o monstro que caça monstros”, tal a sua habilidade em penetrar na mente dos criminosos. Mas, apesar da fama, Yeo Ji-Hoon comete um erro grave, e acaba deixando a polícia, preferindo seguir a carreira acadêmica. A despeito de sua personalidade marcante, Yeo Ji-Hoon é o personagem mais enigmático da estória, e seus subordinados o respeitam, mas ao mesmo tempo não sabem muito sobre seu passado, ou suas motivações presentes.

A detetive Nam Ye-Ri (Jo An) é uma jovem conhecida por sua sensibilidade excepcional. Ela tem o dom de perceber quando uma pessoa está sendo sincera ou não, o que é uma qualidade maravilhosa para um detetive. Mas apesar de seu caráter aparentemente alegre e positivo, Nam Ye-Ri esconde uma tristeza profunda, já que todo poder trás consigo uma maldição irreversível.

O detetive Park Min-ho (Choi Woo-sik, de Rooftop Prince) é um jovem alto e charmoso, muito popular entre as colega policiais. Mas, por detrás de sua disposição juvenil, também temos um jovem com seus traumas de infância. A morte não esclarecida da mãe de Park Min-ho parece ter despertado seu interesse em seguir a carreira de detetive.

Por fim, o personagem mais divertido, carismático e ao mesmo tempo sensível, o detetive Baek Do-sik (Kim Sang-ho, de Moss). No meio policial, os detetives com muitos anos de experiência são conhecidos como ‘cobras’, por desenvolverem uma intuição única para resolver crimes com agilidade e sucesso. Baek Do-sik é um homem simples do interior, que sonha em encontrar uma companheira e se casar, mas para ele é mais fácil prender o bandido mais procurado do país, do que falar com uma mulher.

Algo que chama imediatamente a atenção neste drama é o uso da música tanto de forma climática, como parte da trama. E música de qualidade sempre é um ponto positivo em qualquer produção.

Lee Seung-yeong é um diretor que consegue criar cenários emocionantes, explorando muito bem os ‘ganchos’ da trama, e não apenas com o objetivo de exibir seu talento como cineasta.

O trio de roteiristas (Kim Yoo-joon, Lee Jae-gon e Nam Sang-wook) faz um belo trabalho, especialmente no aspecto psicológico da trama e no desenvolvimento dos personagens principais. É claro que ajuda muito a escalação de um elenco de apoio de alto nível. É comum ver em séries com elenco muito rotativo (como é o caso das séries policiais) certa irregularidade nas atuações. Mas no caso de TEN, destacam-se as ótimas interpretações dos atores secundários em geral.

A primeira temporada de Special Affairs Team TEN é dividida em sete casos policiais. No primeiro, chamado “Tape Murder Case” (episódios 1 e 2), vemos o encontro a princípio casual entre os quatro detetives, que acabarão sendo recrutados para formar a equipe TEN. O que atrai Yeo Ji-Hoon de volta à polícia é um caso que traz semelhanças incríveis com o crime que ele não conseguiu desvendar há sete anos, o assassinato brutal de várias mulheres, que eram sufocadas até a morte, ao terem o rosto coberto com fita adesiva.

Na segunda estória “The Visit From Strangers” (episódio 3), nossos heróis se deparam com um crime brutal e intrigante, quando uma família é encontrada morta, em sua bela casa, em um subúrbio tranquilo.

No episódio 4, “Mimosa”, o detetive Baek Do-sik investiga a morte de um ex-colega, encontrado esfaqueado em um beco. A princípio, o crime parece estar relacionado com o tráfico de drogas, mas logo a investigação se complica. Vários casos de suicídio começam a despertar a desconfiança de que uma mente doentia estaria por detrás destas mortes.

Em Queen (episódio 5) a equipe TEN investiga o assassinato de uma cafetina, cujo bordel de luxo é frequentado por políticos e celebridades.

No dramático “Chaser in the Forest” (episódio 6), o professor Yeo Ji-Hoon e sua equipe tem o desafio de encontrar pistas no caso de uma jovem encontrada morta em uma floresta, no alto de uma montanha.

Um dos casos mais complexos para o equipe TEN é o sequestro de uma criança, em “Kidnapping of Min Chae Won” (episódios 7-8). A detetive Nam Ye-Ri terá seu maior desafio neste crime intrincado e de final surpreendente.

A primeira temporada de Special Affairs Team TEN (episódios 9-10) se encerra (com um final em aberto) com a volta do assassino da fita adesiva, que desafia a habilidade e a experiência de nossos detetives... até a próxima temporada. Segure o fôlego, pois o impacto será grande!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...