6 de mar de 2009

Andy Lau - Herói do Cinema Épico Chinês

A Nova Safra do Cinema Chinês Épico, ou “Três Vezes Andy Lau”

 A Battle of Wits/ Confronto de Guerreiros (China, 2006, 132 min.)
Direção e Roteiro: Jacob Cheung
Elenco: Andy Lau, Ah Sung-ki, Choi Shi-won, Fan Bingbing
Distribuidora: Swen Filmes
DVD: sem extras, áudio original (mandarim) e português; tela widescreen anamórfico



 Warlords/ Os Senhores da Guerra (China, 2007)
Direção: Peter Chan
Com: Andy Lau, Jet Li, Takeshi Kaneshiro
Distribuidora: Imagem Filmes


Three Kingdoms: Resurrection Of The Dragon/ Três Guerreiros: A Ressurreição do Dragão
(China, Coréia do Sul, HK, 2007, 102 min.)
Direção: Daniel Lee
Elenco: Andy Lau, Sammo Hung, Maggie Q
Distribuidora: Imagem Filmes

Depois da onda de filmes de temática que unia fantasia e artes marciais (Herói, Sete Espadas, etc.), chega agora em dvd o “ciclo” dos filmes épicos chineses. E a moda parece que pegou, pois os títulos são variados, e todos os diretores de ação quiseram filmar suas versões sobre o tema “pré-unificação” chinesa.

Para começar, já foram lançados em dvd (varejo) Confronto de Guerreiros e Os Senhores da Guerra. Three Kingdoms Resurrection Of The Dragon está disponível apenas para locação, e Princess Warrior ainda não foi lançado. E o aguardado filme de John Woo, Red Cliff, presumo que deva chegar apenas em dvd, já que ver esse e os demais filmes nos cinemas por aqui é quase impossível.

Confronto de Guerreiros

No período em que os sete reinos buscavam o poder supremo sobre o território chinês, a pequena cidade fortificada de Liang é atacada pelo exército de Zhao. A única esperança do reino Liang é a ajuda do povo Mohista, conhecidos mestres nas estratégias de defesa. A ajuda chega na figura de um homem misterioso, Ge Li (Andy Lau), um mohista que parece mais um monge maltrapilho do que um experiente combatente. O trabalho de Ge Li é convencer um rei bêbado e insensível, e uma população ignorante e assustada, a seguir suas ousadas e arriscadas táticas de guerra.

Apesar de a princípio Battle of Wits parecer apenas mais um filme de ação, a estória se aprofunda em questionamentos importantes, como o totalitarismo, a solidariedade, a liberdade e a futilidade das guerras. Andy Lau personifica o pacifista, o representante das minorias, o mestre budista. E entre ele estão o rei tirano e o invasor bárbaro. É difícil saber quem são os bons e quem são os maus.

Influências: Os Sete Samurais, de Akira Kurosawa; baseado no mangá japonês "Bokko", escrito e ilustrado por Hideki Mori.

Por que assistir: interpretações impecáveis, com destaque para Wang Zhiwen, como o rei beberrão, e o sempre carismático ator coreano Ahn Sung Ki (falando chinês!), grandes cenas de ação, e um tom provocativo e ao mesmo tempo tocante.

Os Senhores da Guerra

Depois de assistir a Confronto de Guerreiros, esse filme dá uma certa sensação de dejá vu, talvez por abordar o mesmo assunto, embora sobre uma perspectiva diferente. Em The Warlords
, vemos a guerra do lado de fora dos muros da cidadela. As batalhas cruéis e sangrentas se arrastam por anos e anos, tirando o sentido geral da guerra para aqueles que a lutam.

Os destaques dessa produção estão na fotografia, figurino, e nas atuações de Jet Li (melhor ator, 27 Hong Kong Film Awards), Andy Lau e Takeshi Kaneshiro (The Returner).

Por que não comprar o dvd: sem áudio original em mandarim. Quando é que as distribuidoras nacionais vão aprender a respeitar o consumidor?

Three Kingdoms: Resurrection Of The Dragon

O mais divertido dos três filmes, talvez por lembrar mais a safra dos filmes de fantasia como Herói, ou o Clã das Adagas Voadoras.

Mais uma vez, temos Andy Lau como astro principal da produção (é espantosa a quantidade de filmes que esse ator consegue fazer, sem contar sua carreira de cantor e showman), atuando ao lado do sempre simpático Sammo Hung (que aqui divide a tarefa de ator com a de diretor de ação) e Maggie Q (Missão Impossível 3), como a vilã não muito convincente da estória.

Um comentário:

  1. I really liked Battle of Wits. For the first couple of months when I lived in Thailand, at the end of 2006, I was able to get some good DVDs of new Korean and Hong Kong films from the street vendors. Even though I don't read Portuguese, I'm glad to see you posting more.

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...