17 de jul de 2016

Lucky Romance (drama, 2016)




País: Coréia do Sul
Gênero: Romance
Duração: 16 episódios
Produção: MBC

Direção: Kim Kyeong-hee
Roteiro: Choi Yoon-kyo, Kim Dal-nim (webtoon)

Elenco: Hwang Jeong-eum, Ryu Joon-yeol, Lee Soo-hyeok, Lee Cheong-ah.

Resumo

Shim Bo-nui é uma mulher supersticiosa, que acredita ser a responsável pelo destino trágico de seus familiares. Um xamã convence a jovem de que sua má sorte só será desfeita se ela seduzir um homem nascido no ano do Tigre.

Comentário

Os dramas de primavera têm sempre uma luz especial, e o romantismo irresistível das cerejeiras em flor... Lucky Romance é um destes dramas que aquecem o coração, e deixam apenas boas vibrações no espectador.


Lucky Romance é a estória de uma mulher que vive se escondendo do mundo, com medo de que sua suposta má sorte aflija quem se aproximar dela. Desde criança, Shim Bo-nui (Hwang Jeong-eum) tinha a sensação de que uma maldição pairava sobre sua cabeça, pois os incidentes mais bizarros costumavam a acontecer na sua presença. Com a morte trágica dos pais num acidente de carro, Bo-nui torna-se uma pessoa arredia e supersticiosa. Sem dinheiro para pagar um curso superior, mas com uma inteligência acima da média, a jovem aprende a desenvolver softwares de computador. Mas quando sua irmã caçula Bo-ra (Kim Ji-min) é atropelada e fica em coma, Bo-nui é forçada a encarar vários trabalhos temporários, para pagar as despesas de hospital da menina.


Lee Dal-nim (Lee Cho-hee, de Six Flying Dragons), a única amiga de Bo-nui, trabalha como assistente na Zeze Factory, uma grande empresa desenvolvedora de softwares de videogame. Dal-nim convence a amiga a prestar consultoria para a Zeze Factory, depois de a empresa ter seu último lançamento roubado através de espionagem industrial. Com a crise instalada, eles precisam desenvolver o mais rápido possível um novo produto.


Je Soo-ho (Ryu Joon-yeol), CEO e diretor de projetos da Zeze Factory, é um jovem gênio da informática. Ele é um empresário de sucesso, mas tem um comportamento antissocial que o faz parecer uma pessoa arrogante. Apenas Han Ryang-ha (Jeong Sang-hoon), seu melhor amigo e sócio, sabe que seu temperamento arredio está ligado a um trauma de infância, e à cobrança sofrida, por parte dos pais e professores, sobre sua genialidade precoce.


Como duas mentes brilhantes, mas de alma torturada, é natural que Bo-nui e Soo-ho se sintam atraídos, e ao mesmo tempo, entrem em conflito. Mas tudo se complica quando a saúde da irmã de Bo-nui começa a declinar. Um xamã (Kim Jong-goo) adverte Bo-nui de que só há um modo de salvar a irmã... A mágica irá acontecer quando Bo-nui sacrificar seu próprio corpo, passando uma noite com um homem nascido no ano do tigre (no horóscopo chinês).  Qualquer pessoa normal não levaria a sério tal ritual, mas Bo-nui é muito supersticiosa, e sai a ‘caça’ de um tigre.


Infelizmente, a sorte parece não estar do lado dela, e o único homem próximo é seu novo chefe, Je Soo-ho. Quando Bo-nui toma coragem e faz a “proposta indecente” a Soo-ho, ele fica assustado, para dizer o mínimo... Mas, com o tempo, a oferta começa a tornar-se tentadora, e a guerra de sedução irá inverter-se.

Choi Yoon-kyo, um roteirista iniciante, fez um belo trabalho de adaptação sobre o webtoon Lucky Romance, de Kim Dal-nim. A PD Kim Kyeong-hee (Hero, Gloria) também merece elogios, especialmente pela direção primorosa dos atores. E quando um drama é bom, parece que tudo funciona bem, e a trilha musical se encaixa perfeitamente ao clima delicado e romântico da trama.


Os dois primeiros episódios do drama são um tanto sobrecarregados de informação, e fazem a estória parecer superficial e pouco original... Mas, logo em seguida a trama vai sendo delineada com mais calma, e os personagens revelam-se como criaturas muito complexas e divertidas. Não sei o que acontece com Hwang Jeong-eum (She Was Beauty, Secret, Golden Time), mas ela tem amadurecido a olhos vistos como atriz. Ela está mais bonita e jovial que em dramas mais antigos, e talvez por isso seu romance com o garotão Ryu Joon-yeol seja tão natural e convincente. Aliás, eu estava na expectativa sobre o que Ryu Joon-yeol iria nos apresentar, depois de despertar tantas paixões em Answer Me 1988... E posso garantir que sua ascensão a protagonista foi mais do que merecida. É agradável ver mais uma estrela nascendo nas telinhas coreanas. Parece que o cinema (a porta de entrada do ator) foi uma ótima escola para Ryu Joon-yeol. Que ele continue sua carreira de sucesso, em ambas as mídias!


Se há uma (pequena) reclamação a fazer é o pouco espaço dado a Lee Soo-hyeok (Valid Love), que de co-protagonista, se viu escanteado a mero ator secundário. É realmente uma pena, pois é refrescante ver o ator em um papel mais relax e divertido, como Choi Geon-wook, o amigo de infância de Bo-nui. Quando criança, Geon-wook migrou com a mãe para os EUA, tornou-se um tenista top 10, e adotou o nome Gary. Quando Gary volta à Coréia do Sul, traz consigo sua manager, Han Seol-hee (Lee Cheong-ah). Confesso que não via Lee Cheong-ah desde os tempos de Flower Boy Ramyun Shop, e também lamentei o pouco espaço dado à atriz. Talvez o drama merecesse mais alguns episódios, para dar uma chance aos carismáticos personagens secundários.


Apesar de pequenas falhas, Lucky Romance é um drama caloroso, envolvente, e, o mais importante, traz um par romântico que compartilha um amor tão puro e sincero, que nos faz acreditar que esta coisa de destino pode mesmo acontecer!
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...