13 de mai de 2015

Divorce Lawyer in Love (drama, 2015)


País: Coréia do Sul
Gênero: Romance, Comédia, Drama Legal
Duração: 16 episódios
Produção: SBS TV

Direção: Park Young-soon
Roteiro: Kim Ah-jeong

Elenco: Yeon Woo-jin, Jo Yeo-jeong, Sim Hyeong-tak, Wang Ji-won.

Resumo

Go Cheok-hee é uma advogada especializada em casos de divórcio, que trata muito mal os funcionários de seu escritório, incluindo o secretário So Jung-woo. Mas tudo muda quando Cheok-hee perde sua licença e não pode mais exercer a profissão, enquanto Jung-woo torna-se um advogado bem sucedido. O casal volta a se encontrar quando a advogada temperamental é contratada como secretária de Jung-woo.

Comentário

Parafraseando um velho ditado, “nada como um episódio depois do outro”, para descrever o que acontece com Divorce Lawyer in Love, um drama que começou mal, mas que melhorou muito a partir do quinto episódio, e merece uma segunda chance, embora a audiência já tenha despencado dramaticamente em sua terra natal. Felizmente, dois motivos me fizeram insistir no drama: Yeon Woo-jin (que já seria motivo o bastante, não é?), e a vontade de ver uma comédia romântica mais leve, em meio a tantos dramas bons, mas pesados ( Sensory Couple, e School 2015 são dois exemplos de dramas divertidos, mas que pendem mais para o suspense que para o romance).

A debilidade no roteiro de Divorce Lawyer in Love é o que mais chama a atenção, já que o elenco é excelente, e a direção (Park Young-soon, de 49 Days) é burocrática, mas não atrapalha em especial o andamento da estória. Em 2014, o canal SBS (através da Fundação SBS) organizou um concurso de roteiro, com a intenção de descobrir novos talentos. E o premiado foi Kim Ah-jeong, que, portanto, estreia profissionalmente com Divorce Lawyer in Love. O fato de o roteirista ser um homem não justifica a incapacidade de criar personagens femininos envolventes, mas a inexperiência de Kim Ah-jeong fica muito evidente, no caso deste drama. Kim se apoia na obra teatral “A Megera Domada” para tentar transpor a famosa comédia de Shakespeare para os dias atuais. A ideia é boa, já a sua execução, nem tanto. Primeiro, porque fica difícil gerar simpatia da audiência (essencialmente feminina) com um personagem antipático e grosseiro como a advogada Go Cheok-hee. Segundo, porque os personagens apresentados nos casos de divórcio não são nada interessantes (mesmo que eles sirvam de mera "escada" para os protagonistas).

Bem, expostos os pontos fracos, podemos ressaltar as qualidades que fazem de Divorce Lawyer in Love, um drama que ainda assim merece ser visto. Como eu já havia mencionado, o elenco desta comédia romântica é competente, são atores experientes e bem conhecidos do público. Jo Yeo-jeong já tem uma carreira muito bem estabelecida, tanto na TV quanto no cinema, embora em projetos com resultados irregulares (gostei dela no drama I Need Romance, e no filme The Target). Confesso não ter simpatizado a princípio com a advogada Go Cheok-hee, mesmo prevendo que o personagem iria ser “domado” pelo amor. Mas, tudo bem, como era óbvio, a advogada “má” transforma-se na profissional que todos admiram, embora continuem temendo. Aliás, parece que a moda agora nos dramas coreanos é criar personagens femininas chatas e mandonas – não confundir com inteligentes e bem sucedidas. Não há pior clichê que o ‘chaebol’ mimado, ou a jovem executiva fria e calculista. Mas enfim, desabafos a parte, quando Go Cheok-hee finalmente enxerga o charme do colega So Jung-woo, tudo muda em sua vida. Demorou, hem, para ela reconhecer que tinha um homem tão maravilhoso bem diante do seu narizinho, há tanto tempo... Ah, Yeon Woo-jin, a encarnação perfeita do bom moço! Como os colegas de escritório de Jung-soo mesmo dizem, “um sorriso de engravidar” (rará, boa essa). Ao contrário da terrível Cheok-hee, So Jung-woo é um personagem que nos encanta de cara, tanto por sua boa índole e inteligência, como por suas pequenas, mas naturais, fraquezas humanas. A mulherada se encantou com Yeon Woo-jin no drama Marriage, Not Dating (tvN, 2014), mas eu gostei mesmo foi do seu papel em Arang and the Magistrate (MBC, 2012). Um ator que, muito além da beleza, já provou seu talento tanto para o drama como para a comédia.



O casal coadjuvante também é muito agradável, especialmente Sim Hyeong-tak – adoro seu ar ‘dandy’ e seu charme irreverente. Com mais de trinta projetos em seu currículo, já passou da hora do ator ganhar um papel principal em um drama. Bem que o canal tvN, onde Sim Hyeong-tak esteve recentemente com o excelente drama gastronômico Let´s Eat, podia chamá-lo para protagonizar um projeto... E Wang Ji-won, que costuma interpretar mulheres frias e elegantes (I Need Romance 3, Fated to Love You), está ótima como a advogada Jo Soo-ah – pena que mais uma vez ela não terá sorte no amor.

Enfim, Divorce Lawyer in Love chega à metade de seu enredo, meio aos trancos e barrancos, mas ao menos permanece a curiosidade sobre o destino destes advogados neuróticos, mas muito charmosos...
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...