15 de set de 2013

A Semana em Review


Um giro rápido pelos destaques da semana, os dramas que estão dando o que falar, e as estreias mais esperadas... Confira!


O drama Who Are You (tvN) chega ao fim esta semana, e já pode ser considerado a melhor surpresa da temporada. Um drama que começou de forma despretensiosa, e com a responsabilidade de concorrer com a superprodução The Master´s Sun, da SBS. Após uma reviravolta realmente inesperada no episódio 14, podemos apostar em um final para lá de dramático... O casal So I-hyeon e Kim Jae-wook formou um dos pares românticos mais adoráveis dos últimos tempos – e Taecyeon conseguiu nos surpreender com um personagem incrivelmente simpático. O novato Taecyeon não se deixou intimidar e soube aproveitar a experiência dos colegas, para aprender a aprimorar-se como ator. E Kim Jae-wook conseguiu afastar o estigma de ‘criatura andrógina’, e deu um verdadeiro show de interpretação, com um personagem que passa mais da metade do tempo sem proferir uma única palavra. Impossível não se apaixonar pelo policial Lee Hyeong-joon, talvez o fantasma mais sexy já visto.


O único drama japonês que estou acompanhando em tempo real é Summer Nude, um belo romance de verão que deve ter seu desfecho nesta segunda- feira. Foram 11 capítulos de romantismo suave, com toques de melancolia juvenil, típico dos dramas japoneses. Pouca pegação, muita hesitação, mas o charme do elenco, e o belo cenário de praia são suficientes para fazer de Summer Nude uma experiência das mais agradáveis. Se não for pela estória, contemplar Yamashita Tomohisa desfilar seu lindo bronzeado já é uma boa desculpa para conferir o drama. E aproveite para curtir a música tema interpretada por Yamapi, Summer Nude´13.





Os dramas Two Weeks e The Master´s Sun ainda tem duas semanas pela frente, e muitas reviravoltas devem acontecer. O drama romântico-fantasmagórico das irmãs Hong é líder de audiência, embora não traga nenhum elemento novo. O enredo de TMS é uma miscelânea descarada de outros dramas, como Secret Garden, ou The Best Romance (autoplágio?!). Acho que nunca na história dos dramas, atores adultos tiveram de encarar diálogos tão infantilóides, para não dizer, de puro nonsense. É claro que o drama não deixa de ser divertido, e Kong Hyo-jin e So Ji-sub ‘tiram leite de pedra’ com as falas tolinhas de seus personagens. Como par, eles se mostram confortáveis, mas a química não é “explosiva”. Mas, na vida real, acho que eles formariam um casal incrível.


A julgar pelo que vimos até agora, Two Weeks também deve ter um desfecho satisfatório - o que implica em nosso herói, Lee Joon-ki, sobreviver para desfrutar da companhia de sua adorável filhinha, e quem sabe, da amada Park Ha-seon.
 

Um formato que raramente me agrada é o dos “drama special”, um modo eficaz de os canais de TV descobrirem novos talentos, mas cujo resultado não costuma impressionar. Hope for Dating (KBS) é um drama em dois episódios que gerou muita expectativa, graças à presença do ator Choi Daniel e da cantora BoA (co-estrelando, Im Si Wan e Kim Ji Won). O resultado é dos mais irregulares, tanto em termos de roteiro como de interpretação. Choi Daniel é um ator carismático, mas não é dos mais versáteis, e a musa pop BoA é charmosa, mas está longe de ser uma grande atriz. A segunda parte é especialmente frustrante, pois os relacionamentos não evoluem, e os personagens parecem colados ao chão. O que começa como uma comédia romântica contemporânea, acaba em um melodrama dos mais frustrantes. O final é tão abrubto e truncado que, sinceramente, escapou ao meu entendimento. Recomendado apenas para fãs ardorosas de Choi Daniel.


Enquanto isso, aguardamos as estreias de outubro, especialmente o drama juvenil Inheritors, da consagrada roteirista Kim Eun-sook. É a primeira incursão da autora no drama adolescente, vamos ver como ela se sai e, mais importante, se o elenco principal composto de jovens adultos, irá nos convencer interpretando adolescentes. As fãs do lindinho Lee Min-ho devem estar contando os dias!


Mas estou super ansiosa mesmo é com a volta do ator Lee Dong-geon, com o drama Marry Him If You Dare (antes chamado Mirae´s Choice). O par romântico do guapo Lee Dong-geon com Yoo Eun-hye tem tudo para ser memorável. Vamos cruzar os dedos e torcer para que este seja um grande drama! A produção é da KBS2, com roteiro assinado por Hong Jin-ah, famosa por dramas como King 2 Heats, e Beethoven Virus.

Quer mais? Teremos Ji Sung (Protect the Boss), acompanhado de Hwang Jung-eum, Bae Soo-bin e Lee Da-hee, no melodrama de vingança (not again!) Secret (KBS2). O curioso é que os dois galãs da trama deixam a vida de solteiros ainda este mês, na vida real. Sem lua-de-mel para eles e suas noivas, coitadinhos!

 
E para quem não vive sem um bom drama médico, vem aí Medical Top Team (MBC), com os atores Kwon Sang-woo, Jeong Ryeo-won, Joo Ji-hoon (oba!) e Minho, vestindo o jaleco branco. A roteirista Yoo Kyeong-ah volta ao drama médico, depois do grande sucesso de Brain. As perspectivas são muito boas! Qual a sua aposta para a nova temporada?

2 de set de 2013

Alone in Love (drama, 2006)


Título original (lit.): Love Generation
País: Coréia do Sul
Gênero: Drama, Romance
Duração: 16 episódios
Produção: SBS TV

Direção: Han Ji-seung
Roteiro: Park Yeon-seon

Elenco: Kam Woo-seong, Son Ye-jin, Kong Hyeong-jin, Lee Ha-na, Oh Yoon-ah, Lee Jin-wook, Ha Jae-sook, Kim Kap-soo, Seo Tae-hwa, Moon Jeong-hee

Resumo

Lee Dong-jin e Yoo Eun-ho estão divorciados há três anos, mas não conseguem evitar encontra-se diariamente. Eles levam um estranho relacionamento de dependência emocional, ao ponto de tentarem interferir nos relacionamentos amorosos um do outro. É simples solidão ou amor verdadeiro que os une? Quem terá a coragem de dar o primeiro passo para seguir adiante, mesmo que isto signifique uma separação definitiva? 


 
Comentário
 
Alone in Love talvez seja o drama coreano que melhor tenha abordado, até hoje, as alegrias e as tristezas da vida a dois. Com realismo, e sem ‘adoçar a pílula’, o drama fala sobre o inevitável sentimento de perda que um divórcio traz aos envolvidos. Mas é também com muito bom humor que seguimos as desventuras do casal Eun-ho e Dong-jin, conduzidas pelas hábeis mãos da roteirista Park Yeon-seon (Wild Romance, White Christmas, dramas; White Night, My Tutor Friend, filmes). Alone in Love é uma adaptação de um romance japonês intitulado Love Generation, de Hisashi Nozawa, publicado em 1996, e vencedor do Prêmio Shimase de Literatura. 


No primeiro episódio, quando somos apresentados a Lee Dong-jin (Kam Woo-seong) e Yoo Eun-ho (Son Ye-jin), eles já estão separados há quase três anos. Apesar disso, eles se encontram todos os dias em uma cafeteria, antes de seguirem para o trabalho. Eun-ji é professora de natação em grande uma academia de ginástica; Dong-jin é gerente de uma livraria. Eles também costumam frequentar um pequeno restaurante, desde os tempos de namoro; ali eles se reúnem com o melhor amigo, o médico Kong Joon-pio (o sempre hilário Kong Hyeong-jin), e a irmã caçula de Eun-ho, Yoo Ji-ho (Lee Na-ha). O Dr. Kong não se conforma com a separação do casal e faz de tudo para tentar juntá-los novamente. Yoo Ji-ho, por outro lado, está contente em poder morar com a irmã separada, e não precisar pagar aluguel.


As coisas começam a mudar na rotina confortável do grupo, quando Dong-jin resolve arrumar um namorado para a ex-mulher. Ele arma um encontro às escuras entre Eun-ho e um rapaz chamado Min Hyeon-joong (Lee Jin-wook, de Nine: Time Travelling Nine Times), que conheceu por acaso. Acontece que Min Hyeon-joong lembra muito bem de Eun-ho, pois trabalhou na cerimônia de casamento dela. Entretanto, quando Dong-jin percebe que o interesse do belo jovem por Eun-ho é verdadeiro, começa a preocupar-se... E o mesmo acontece quando Eun-ho apresenta ao ex-marido uma amiga de infância, Kim Mi-yeon (Oh Yoon-ah). Dong-jin não parece entusiasmado em largar a vida de solteiro para ficar com a divorciada Mi-yeon, mas seu coração é conquistado pela filha dela, a pequena Cho Eun-sol (a excelente atriz mirim Jin Ji-hee). Seu forte instinto paternal o faz considerar a possibilidade de levar o relacionamento adiante, para desespero de Eun-ho.


Assim a estória vai se desenrolando, com novos relacionamentos surgindo no caminho de Eun-ho e Dong-jin, mas com o fantasma de uma separação mal resolvida sempre se interpondo em suas vidas.

Anos atrás, quando li pela primeira vez sobre Alone in Love, apesar dos elogios efusivos da crítica, fiquei adiando a hora de assisti-lo, com receio de que o tema pendesse demais para o melodrama. Mas com a presença de um elenco tão adorável, não tinha como deixar de conferir o drama. E a expectativa foi mais do que superada, graças a um roteiro divertido e comovente em igual medida. Kam Woo-seong foi um dos primeiros atores coreanos que conheci e admirei, através do cinema, em filmes inesquecíveis como The King and the Clown, ou R-Point. Depois de vê-lo em papéis tão dramáticos, foi uma surpresa muito agradável constatar sua qualidade como ator cômico. Seu último trabalho foi no drama sageuk King Geunchogo (2010); não sei por onde ele anda, mas espero que volte em breve!

Fazendo par com Kam Woo-seong está a adorável Son Ye-jin, em interpretação memorável (e justamente premiada). A carreira desta atriz é das mais peculiares, já que ela sempre teve a tendência (ou foi levada por circunstâncias externas) a interpretar papéis maduros demais para sua idade. Son Ye-jin, apesar do aspecto jovial, tem o olhar melancólico de uma ‘alma antiga’, como costuma-se dizer. Talvez por isso eu não tenha sido convencida por sua atuação no drama Personal Taste, como uma jovem absurdamente ingênua. Para mim, sua melhor interpretação continua sendo a do belíssimo filme April Snow


Dizem que a dor da separação pode ser comparada à dor da perda de um ente querido... Em Alone In Love somos confrontados com o sentimento mais poderoso, tanto no sofrimento como na alegria, que é o amor... Pois sem amor, somos criaturas solitárias, e a vida não tem sentido. Dong-jin e Eun-ho estão ligados por este fio invisível que une as almas que estão predestinadas... E torcemos muito para que eles encontrem o caminho de volta para o amor.
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...