23 de mar de 2011

The Recipe/Doenjang (2010)



País: Coréia do Sul
Gênero: Drama, Mistério, Romance

Duração: 107 min.

Direção: Lee Seo-goon
Roteiro: Bae Se-yeong
Elenco: Ryoo Seung-yong, Lee Yo-won, Lee Dong-wook, Jo Seong-ha.

Resumo

Quando um homem condenado à pena de morte deseja comer um ensopado de feijão antes de morrer, um repórter fica curioso. E descobre uma série de verdades surpreendentes.

As últimas palavras de um assassino notório antes da execução são o pedido de comer o ensopado de pasta de soja que havia saboreado antes de sua prisão. Nos moldes do repórter que tenta desvendar o significado de “Rosebud” em “Cidadão Kane”, um produtor de documentários para a TV começa a traçar o segredo do tal ensopado. Por detrás do sabor cativante está a vida desafortunada e a estória de amor de uma mulher.

Comentário

Com uma mistura de mistério e romance, o diretor Lee Seo-goon (Rub Love) desenvolve uma estória cheia de significados: o registro da vida de uma pessoa, a recordação de um sabor, uma experiência de perda e uma crônica de desilusões. Neste sentido, o filme é uma receita para tudo. Com seu toque original, Lee ilustra a obsessão com lembranças inesquecíveis de amor e um ponto de vista fatalista. A receita do ensopado contém dor, saudades e salvação. De certo modo, a receita é a própria história da memória e tradição de um país.


Assim que ouvi falar sobre o filme The Recipe, fiquei ansiosa para assisti-lo, pois gosto muito de estórias que falem do mundo da culinária. No ocidente a produção de filmes do gênero é um tanto acanhada, mas no oriente tem sido produzido um grande número de filmes e séries que tem como pano de fundo o mundo da gastronomia, do vinho, etc. Filmes como Flavor of Happiness, Antique Bakery, Naked Kitchen, Le grand Chef, e séries como Shinya Shokudo, Gourmet, Pasta e Kami no Shizuku, só para citar alguns exemplos, são uma mostra do interesse cada vez maior do público no assunto.

Na verdade, The Recipe não é um bem filme sobre segredos culinários, mas mais sobre os segredos da vida. O que não desmerece nem tira em nada o interesse da estória. Temos dois enredos que caminham paralelamente dentro do filme. Tudo começa com a investigação jornalística de Choi Yoo-jin (Ryoo Seung-yong), à procura da receita secreta de um ensopado de pasta de soja (tradicional da culinária coreana) e termina com a estória incrível e mágica da garota que cozinhou o tal prato. Enquanto isso, acompanhamos o passado dessa jovem cozinheira, e sua estória de amor e desilusão.


O filme tem um ‘que’ de realismo mágico, uma linguagem poética com a qual nós sul americanos estamos bem familiarizados. O elenco é pequeno e muito bom. Ryoo Seung-yong é um ator fantástico, sempre muito confortável em seus papéis, tanto no cinema como na TV. Aliás, uma das poucas coisas boas do drama Personal Taste (2010), foi o seu personagem, um milionário que não tinha coragem de ‘sair do armário’. Lee Dong-wook anda meio sumido, está prestando seus dois anos de serviço militar, mas deve estar de volta em breve, já com a agenda cheia. É um jovem ator de futuro, que apesar de seu ar naturalmente melancólico, tem uma boa veia cômica – o que pode ser visto, por exemplo, no filme The Best Romance (2007). Já a bela atriz Lee Yo-won no momento está trabalhando no drama 49 Days, e vale à pena dar uma espiada, pois os dois primeiros episódios mostraram que a série promete ser o hit da temporada.

Mais sobre o elenco:

Ryoo Seung-yong (1970)
Fimes:The Big Scene (2005), My Love (2007), Secret (2009), Battlefield Heroes (2010), The Front Line (2011).
Séries: Personal Taste (2010), Painter of the Wind (2008).

Lee Yo-won (1980)
Filmes: May 18 (2007), When Romance Meets Destiny (2005).
Séries: 49 Days (2011), Queen Seon-deok (2009).

Lee Dong-wook (1981)
Filmes: Heartbreak Library (2008), The Best Romance (2007).
Séries: The Partner (2009), Bittersweet Life (2008).

17 de mar de 2011

The Big Scene (filme, 2005)


País: Coréia do Sul
Título alternativo: Murder, Take One
Gênero: Policial, Thriller

Duração: 115 min.

Direção e Roteiro: Jang Jin
Elenco: Cha Seung-won, Sin Ha-gyonn, Sin Goo, Jeong Dong-hwan.

Comentário

Aproveitando o comentário do último ‘post’ sobre o drama The City Hall, estrelado pelo ator Cha Seung-won, indico um de seus melhores filmes, The Big Scene, um policial com toques de comédia e mistério.

O filme começa na cena de um crime, um assassinato brutal em um quarto de hotel. Em seguida, vemos os detetives de polícia reunidos não na sua delegacia, mas num QG montado por uma rede de TV, que cria um ‘reality show’ exclusivo para acompanhar a investigação policial, passo a passo, 24 horas ao dia. Pura ficção? Talvez, mas já se viu de tudo, na vida real e na TV (quase) real. E é com esse cenário absurdo e muitas vezes engraçado que o diretor Jang Jin brinca e ao mesmo tempo critica mídia e governantes, em sua ganância por popularidade.

O filme também tem umas pitadas de ‘sobrenatural’, o que poderia parecer fora de contexto, ou apenas oportunista, mas esse gancho na verdade torna a estória única (dentro do gênero policial) e muito mais divertida. Na verdade, é o tipo de filme que, quanto menos se souber de antemão sobre a estória, melhor.

Se você nunca ouviu falar no nome Jang Jin, não deve ter assistido muitos filmes coreanos, pois esse diretor, roteirista, produtor e ator, possui um currículo invejável no cinema comercial deste país. Jang (1971) é um das vozes de destaque da renascença do cinema coreano nos anos 90. Desde sua estréia no teatro em 1995, Jang desenvolveu um estilo único que mistura humor, melodrama, e um olhar crítico sobre a sociedade. Guns and Talks (2001) foi seu primeiro grande ‘hit’ nos cinemas coreanos. Depois vieram filmes como Someone Special (2004), Righteous Ties (2006), Good Morning President (2009) e Romantic Heaven (2010). Como roteirista podemos citar sucessos como Welcome to Dongmakgol (2005), Going by the Book (2007) e Public Enemy Returns (2008).


O ator Cha Seung-won é a grande estrela de The Big Scene, mas o filme conta com um elenco de apoio impecável, com destaque super especial para Sin Ha-gyonn (1974), que assim como Cha, já trabalhou outras vezes com o diretor Jang, além de ter desfilado seu talento impressionante em duas produções do diretor Park Chan-wook – Sympathy for Mr. Vengeance, e Thirst.

E a participação especial de Jeong Jae-yeong como um gangster é engraçadíssima!



Legendas em PT (cortesia exclusiva "Tea House and Cinema"): http://bit.ly/xjJhtB

Creative Commons License
This work is licensed under a Creative Commons Attribution-NonCommercial-NoDerivs 3.0 Unported License.

Vídeo (raw): http://bit.ly/1DBU0lJ
ou http://bit.ly/1H13uIc

Observação importante: "Esse não é um site do tipo 'fansub'. Todas as legendas traduzidas por esse blog foram feitas para consumo pessoal (para encaminhar para amigos e familiares) e são divulgadas aqui como cortesia. Portanto, não serão aceitos pedidos (de títulos de dramas ou filmes), sugestões (de formato de vídeo, etc.) ou reclamações (sobre atrasos, formato de arquivos, etc.). Por favor, peço a sua consideração e respeito, pois muitas horas de lazer e descanso são perdidas na realização dessas traduções.

11 de mar de 2011

The City Hall (drama, 2009)



Site Oficial : http://tv.sbs.co.kr/cityhall/
País: Coréia do Sul 
Gênero: Romance, Comédia, Drama
Duração: 20 episódios
Produção: SBS TV, no ar de 29 de abril a 02 de julho de 2009.

Direção: Shin Woo-chul
Roteiro: Kim Eun-soo


Elenco : Cha Seung-won (Jo Gook), Kim Sun-ah (Shin Mi-rae), Choo Sang-mi (Min Joo-hwa), Lee Hyung-chul (Na Jung-do).


Sinopse

The City Hall é um drama romântico tendo como pano de fundo, o mundo da política. Shin Mi-Era é uma jovem secretária da prefeitura da pequena cidade litorânea de Inju. Jo Guk é um político ambicioso que chega à Inju para assumir o cargo de Vice-prefeito. O encontro desses dois personagens tão diferentes vai alterar não apenas suas vidas pessoais e profissionais, mas o destino de toda a comunidade local.

O drama The City Hall foi criado pelo produtor Sin Woo-cheol e pela escritora Kim Eun-sook, responsáveis por outros prévios sucessos na TV coreana, como Lovers in Paris (2004), Lovers in Prague (2005) e On Air (2008).

The City Hall retrata o dia-a-dia de funcionários públicos que trabalham em uma cidade pequena, seus percalços no mundo da política, e sua atribulada vida romântica.


Kim Sun-ah é Shin Mi-rae, uma secretária do gabinete da Prefeitura de Inju, que passou a maior parte de seus anos de funcionária pública preparando café para os seus superiores. Sua vida sofre uma reviravolta quando ela participa de um concurso de beleza e mais tarde acaba concorrendo à prefeita. Não é a toa que seu nome significa literalmente "o novo futuro".


O ator Cha Seung-won é Jo Gook, um político inteligente e apaixonado pela profissão, que sonha um dia tornar-se presidente de seu país.


The City Hall é uma comédia romântica adorável, escrita com inteligência e delicadeza, pela talentosíssima roteirista Kim Eun-sook (autora o grande hit Secret Garden). O elenco super afiado também ajudou a transformar esse k-drama num clássico da dramaturgia televisiva coreana.

O pano de fundo político não deve assustar quem esteja pensando em acompanhar os vinte episódios da série, pois o assunto é tratado de forma muito divertida e irônica, centrando a atenção no romance entre os personagens principais e em como o encontro improvável entre duas pessoas tão diferentes pode mudar suas vidas para sempre.


The City Hall é um drama para se ver e rever muitas vezes. Shin Mi-rae e Jo Gook talvez seja o casal mais adorável que já apareceu até hoje nos ‘korean dramas’. Sem dúvida o drama favorito dessa casa!



Não é difícil de encontrar o drama para ser baixado, mas todas as versões são ‘hardsub’. Mesmo assim, pode-se assistir o drama com a legenda em português sobre ou abaixo da legenda em inglês. Não é o ideal, mas não há alternativa, até que apareça uma versão ‘softsub’ do drama. O drama tem 20 episódios, portanto foi bem trabalhoso traduzir e legendar tudo. Espero que os fãs dos kdramas apreciem o esforço!

Link para legendas em PT (tradução e legendas exclusivos de THC!) NOVO!:
http://bit.ly/xlAR9N

Links para download dos episódios: http://bit.ly/1HkEyMx


ou http://bit.ly/18ol06S (hardsubs)

Observação importante: "Esse não é um site do tipo 'fansub'. Todas as legendas traduzidas por esse blog foram feitas para consumo pessoal (para encaminhar para amigos e familiares) e são divulgadas aqui como cortesia. Portanto, não serão aceitos pedidos (de títulos de dramas ou filmes), sugestões (de formato de vídeo, etc.) ou reclamações (sobre atrasos, formato de arquivos, etc.). Por favor, peço a sua consideração e respeito, pois muitas horas de lazer e descanso são perdidas na realização dessas traduções. (Sam)
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...